Arquivo para junho, 2015

Deus ex machina, de Daniel Lucrédio

| 29 de junho de 2015 | 0 Comentários
Deus ex machina, de Daniel Lucrédio

“Deus ex machina” insere o leitor em um ambiente futurista, em um Brasil dos sonhos, sem crimes, sem corrupção, com boas condições de empregos e igualdade social mais difundida. Isabel é uma feliz moradora desse futuro aparentemente tranquilo voltando para casa, após um cansativo dia de trabalho. Ao olhar para trás em uma estação de metro, ela porém nota que algo estranho está acontecendo. Ela parece estar sendo seguida por desconhecidos, duvidando da própria sorte, ela entra em um banheiro e tenta se acalmar. A moça então é sequestrada e acorda em uma sala, onde sofre um seção de tortura, infligida pela policia que está querendo descobrir as palavras de um código. Sem entender o que está acontecendo e em meio a aflição a moça informa algumas palavras que sua mãe a fez memorizar, quando criança e que após serem testadas por essas pessoas, acabam devolvendo a liberdade de Isabel.

Continue Lendo

As Mentiras Que Os Homens Contam, de Luis Fernando Verissimo

| 7 de junho de 2015 | 1 Comentário
As Mentiras Que Os Homens Contam, de Luis Fernando Verissimo

Nossa cultura está criando homens fracos? Fato é que perante os desafios do dia-a-dia os homens tem demonstrado reações de despreparo e mesmo medo, além de um fraco por não seguir as regras. Seria isso inerente ao gênero masculino ou estamos inserindo culturalmente pela educação, um cacoete instintivo de fugir a verdade. Em “As Mentiras Que Os Homens Contam” Luis Fernando Verissimo narra pequenos eventos diários onde os homens contam pequenas mentiras na tentativa de inflar os próprios egos, se desvencilhar de entraves diários.

Continue Lendo

Memórias Sexuais no Opus Dei, de Antônio Carlos Brolezzi

| 7 de junho de 2015 | 0 Comentários
Memórias Sexuais no Opus Dei, de Antônio Carlos Brolezzi

“Memórias Sexuais No Opus Dei”, apesar de muito esperado não recebeu o brilho que se aguardava no Brasil. O livro nada mais é do que a narrativa de como o jovem Antônio Carlos Brolezzi, foi atraído e posteriormente inserido dentro da “Obra de Deus.” Provavelmente a temática, pesada também tratada de um modo pesado fez com que muitos leitores abandonassem a leitura. Outro fato que também pode ter ofuscado o livro, bastante bem escrito é o de a igreja ter apresentado uma reação negativa em relação a publicação no Brasil, que por não estar no eixo Fantasia – Ficção já se encontra fora do foco dos brasileiros.

Continue Lendo

O Continente [O Tempo E O Vento #1], de Érico Veríssimo

| 6 de junho de 2015 | 0 Comentários
O Continente [O Tempo E O Vento #1], de Érico Veríssimo

Obra icônica do escritor Érico Veríssimo, considerada a melhor saga desenvolvida no Brasil até os dias de hoje. Comparável a grandes mestres como Victor Hugo, Alexandre Dumas e mais recentemente J.J.Tolkien na riqueza de detalhes, também na maneira de fazer com que os leitores se interessem por cada personagem em especial, dar voz a e importância a cada um dos personagens da trama, com a sensação de que só aquele único personagem poderia efetuar seja lá qual for o ato, que desencadeará o desfecho da trama, pelas características únicas dele. Frequentemente recomendado e muito bem comentado, este livro ainda não alcançou a popularidade que similares conseguiram. É mesmo de impressionar que tantos citem autores internacionais chegando a dizer que não leem autores brasileiros com orgulho nos lábios, situação que seria facilmente remediada se conhecessem ao invés de perpetuarem preconceitos discriminatórios os parvos procurassem conhecer exemplos do que há de melhor na literatura brasileira.

Continue Lendo