A Herdeira [A Seleção #4], de Kiera Cass

| 11 de julho de 2016 | 0 Comentários

a herdeira       

                                           Trinta e cinco pretendentes e uma princesa.
                                                     Uma nova seleção começou.

☆☆☆☆ ( 4,5/5)

Vinte anos depois do final de A Escolha, Maxon e America tornam-se coadjuvantes na história de seus descendentes. Em A Herdeira conhecemos a jovem Eadlyn, filha primogênita do casal que, graças a uma alteração na legislação, é a primeira herdeira na linhagem do trono real. Uma das primeiras ações de Maxon como rei foi propor a extinção das castas, assim Iléa prosperou em meio a um ambiente político calmo e igualitário. Enquanto isso, Eadlyn foi criada e preparada para ser a rainha perfeita – desde pequena suas  escolhas sempre priorizaram as necessidades do seu povo. Contudo, o que ela não imaginava é o que o futuro, e o do peso da responsabilidade de ser uma rainha, chegaria tão cedo.
A abolição de castas foi um grande passo mas uma parte da população recusa-se a aceitar que pessoas que vieram de castas inferiores cresçam na vida, e isso acaba recaindo sobre os ombros de Eadlyn.
Devo dizer que não gostei da Eadlyn de primeira, embora de fato eu me pareça muito com ela…  enfim, custei um pouco a acreditar que essa continuação seria apaixonante como a Seleção mas devo dizer que foi.
No decorrer do livro vamos sabendo mais sobre nossos personagens favoritos da primeira trilogia, tais como Marlee e Aspen, que aparecem bastante. Marlee mora no palácio e teve dois filhos, Josie e Kile. Eadlyn não os suporta, acha Josie uma invejosa, porque sempre rouba suas tiaras e acha Kile um nerd sem educação. Porém, no dia de selecionar os garotos Eadlyn teve uma grande surpresa, Kile foi o um dos selecionados!

Também vamos vendo mais de America e Maxon, eles continuam apaixonados mesmo depois de vários anos, o que é incrível!
Além de sabermos mais sobre os irmãos da Eadlyn, Ahren, Kaden e Osten. Claro que Ahren ganhou um espacinho especial no meu coração.

Todos estavam certos de que Eadlyn se renderia à Seleção em questão de tempo, e cairia de amores por algum dos concorrentes, mas mal sabiam eles que a menina estava cheia de planos para tornar a vida dos selecionados um inferno.
Uma parte do livro que eu realmente me apaixonei – não julguem meu lado perverso – foi a primeira eliminação, oito candidatos foram despachados das formas mais humilhantes e engraçadas. Embora eu tenha me divertido muito com isso, creio que foi um tanto maldoso de sua parte, mas ainda sim foi um ponto essencial para o desenvolvimento da história.
Em um todo, adorei a leitura. A escrita é fluída e quase impossível de parar, fato em todos os livros da Kiera.

The following two tabs change content below.

Emilly Raiza

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *