A menina que vendia flores, de Mércio Rossi

| 25 de julho de 2018 | 0 Comentários

Hey, pessoas! Tudo bem?

Hoje temos a resenha de um livro que tinha uma premissa muito boa, mas acabou me frustrando um pouco.

“A menina que vendia flores” conta a história de Joan, que teve uma vida difícil desde o seu nascimento. Os pais dela eram apaixonados e ficaram mais ainda quando descobriram que teriam uma criança, o pai esperava muito que fosse um menino, mas a genética agiu contra ele. Isso gerou um afastamento entre os adultos, principalmente ao perceberem que a menina não enxergava bem e precisaria usar óculos desde pequenininha. O homem começou a dar mais atenção ao trabalho do que a família, até que, finalmente, pediu o divórcio, deixando a mãe de Joan perplexa. A garota, depois, viveu a maior parte de sua vida com a avó, dona de uma floricultura, já que sua mãe casou com outro homem e Joan não se sentia bem com eles. Para manter a loja de sua avó viva, a menina decidiu que começaria a vender flores na rua, conseguindo dinheiro e muita experiência de vida. Muitos fatos começam a surgir na vida de Joan: o primeiro amor, o bullying sofrido na escola, a vontade de sair de casa e viajar a um novo país, o pai que volta e tenta conquistá-la depois de muito tempo; no meio de tudo isso, a menina, que já é bem crescida, precisa decidir o que é melhor para si mesma.

Os personagens da história são muito interessantes por terem uma carga histórica muito boa, fazendo com que seja possível ver a vida deles fora da narração simples de Joan, achei isso fantástico. Além do fato da protagonista ter tido uma vida complicada desde o começo e, mesmo assim, nunca ter perdido a sua essência real.

A capa do livro é simplesmente lindíssima e eu me apaixonei por ela a primeira vista, por isso tive altas expectativas que foram frustradas, como disse no começo da resenha. O livro, em geral, não é ruim, pois mostra a história de uma menina forte que precisou erguer-se sozinha. Porém, eu não consegui sentir-me interessada pela história, pois ela é densa demais, não é dividida em capítulos, mas sim em partes que são enormes. Eu odeio parar de ler um livro antes de o capítulo acabar e, por isso, tive que ficar lendo por mais tempo do que eu realmente queria, o que fez a história perder um pouco a magia. Isso, nitidamente, é algo relacionado apenas a mim, já que existem muitas pessoas que não tem problema nenhum em parar de ler no meio de uma página, por exemplo.

Indico essa história para pessoas que gostam de personagens fortes e que retratam bem a resistência ao bullying. Se eu precisasse resumir esse livro em poucas palavras, diria que ele é frustrantemente bom. Por conta de tudo dito anteriormente, a nota é 3/5.

Comentem o que acharam do livro e da resenha 😀

Resenha feita por Luana Lira.

The following two tabs change content below.

Luana Lira

Sou a Luana e amo ler. Comecei a ler desde pequenininha e me apaixonei. Também gosto de escrever então pensei: por quê não juntar o útil ao agradável? Sigam-me, se quiserem: Twitter - @luaa_lira Wattpad - @lualira10 Skoob - http://www.skoob.com.br/perfil/lualira

Últimas Postagens de Luana Lira (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags: , ,

Categoria: Adolescente, Literatura Nacional, Mércio Rossi, Parcerias, Romance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *