Após o Anoitecer, de Haruki Murakami

| 30 de julho de 2017 | 0 Comentários

Capa do livro Após o AnoitecerO que acontece quando estamos todos dormindo? A vida noturna, às vezes nunca vista por alguns, é narrada por Haruki Murakami de uma forma peculiar até. Acontece que, enquanto leitores, nós somos convidados pelo narrador a assistir o que acontece durante uma madrugada na vida de algumas pessoas na cidade de Tóquio. Para isso, assumimos a posição de observadores apenas, e não podemos de forma alguma interferir nos acontecimentos. Apesar disso, somos cientes de tudo que acontece e até mesmo dos sentimentos dos personagens.

Sobre as personagens, a história gira em torno de duas irmãs: Mari e Eri Asai. Conhecemos Mari quando entramos numa lanchonete e a vemos lendo um livro grosso, sozinha. Eri surge para o leitor somente no seu quarto, dormindo profundamente. Ao redor delas surgem as diversas outras personagens, como o jovem músico Takahashi; Kaoru, ex-lutadora gerente de um motel; Shirakawa, um trabalhador focado que faz horas extras e tem uma misteriosa vida dupla; uma prostituta chinesa; duas empregadas do motel; entre outros.

Apesar da grande variedade de personagens, tudo gira em torno de poucos acontecimentos. Takahashi encontra Mari Asai na lanchonete e têm conversas profundas. Kaoru surge no enredo pedindo ajuda de Mari para traduzir o que a prostituta chinesa estava dizendo após ser espancada em seu motel. Ao mesmo tempo em que Eri Asai vai se revelando aos poucos para o leitor. Por que ela dorme tão profundamente? Ela está viva? Está em coma? Quem fez isso com ela?

Nota-se também um ponto interessante da narrativa. Ela é acompanhada por um relógio analógico no início de cada capítulo, de modo que nos orienta quanto a passagem do tempo durante a madrugada. Por se tratar de um livro curto (tem umas duzentas páginas) e de uma linguagem bastante fácil, tenho a impressão de que a leitura realmente poderia se passar no tempo de uma madrugada apenas.

Como disse, a linguagem é realmente muito fácil. Até mesmo os nomes japoneses que são citados durante a história não são capazes de confundir o leitor ocidental. Percebe-se também a influência da cultura pop no livro todo, onde músicas, filmes e produtos americanos marcam presença.

Apesar de tudo, a leitura desse livro não me marcou muito. Recomendo como um ótimo livro para passar o tempo, mas não para alguém que queira refletir ou depois de ler ficar filosofando sobre ele. Após o Anoitecer ganha MUITOS pontos por sua boa escrita e narrativa, já admiro Haruki Murakami demais por isso. É provável que eu leia outros livros dele no futuro, mas não chega a encher meus olhos.

Nota: 4/5 (repito, nota alta quase exclusivamente pela sua narrativa)

Resenha feita por Almir Leandro

The following two tabs change content below.

Almir Leandro

Almir Leandro - 19 anos. Como não ser clichê falando sobre o quanto eu curto os livros? É, não tem como, então fica aí a imagem de amante dos livros por motivos de sinceramente como que não gosta de ler?! Enfim, escrevo resenhas, contos, crônicas, bilhetes, post-its, lista de supermercado e o que der na telha. Dilema atual diante das poucas 24 horas do dia: será que eu leio um livro ou ~compro uma goiaba~ assisto mais uma série?

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags: ,

Categoria: Ficção, Sobrenatural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *