A Viagem do Peregrino da Alvorada [As Crônicas de Nárnia #5], de C. S. Lewis

| 28 de abril de 2014 | 0 Comentários

Capa A Viagem do Peregrino da AlvoradaA Viagem do Peregrino a Alvorada é o quinto livro na ordem de lançamento do volume único e sem dúvidas e a pior crônica da saga.

O livro começa contando como estão Lucia e Edmundo, que estão morando com seus tios e seu primo Eustáquio, uma garoto mimado é muito arrogante metido a inteligente. Os dois irmãos Pervensie estão muito infelizes morando com seus tios e a saudade de Nárnia só aumenta.

Desta vez os irmãos Pervensie voltam a Nárnia através de um quadro pendurado no quarto em que Lucia está hospedada , porém nessa ida eles acabam levando Eustáquio sem querer. Os três caiem em alto mar e são resgatados por Caspian e juntos embarcam no Peregrino da Alvorada, um navio nárniano. Caspian está indo atrás dos sete fidalgos que foram enviados por Miraz para desbravar o oceano oriental.

Abordo do navio nós temos a presença do gracioso ratinho Ripchip, que a principio não se dar muito bem com Eustáquio, afinal o garoto só reclama e não consegue ver nada de produtivo na viagem. O grupo para em várias ilhas durante a viagem e é na primeira que eles encontram um fidalgo e descobrem sobre a névoa que vem raptando a população. O grupo segue a viagem determinados a encontrarem não só os fidalgos mas também as pessoas sequestradas. Em uma das ilhas que a expedição para, eles encontram estranhas criaturas chamadas Tontópodes, que levam Lucia até o castelo do mago, onde esse acaba passando as coordenadas para onde a expedição deve seguir.

Eustáquio, que inicia a viagem contra sua vontade, acaba tendo sua vida transformada após ser vitima de um feitiço que o transformou em dragão. Seu caráter acaba sendo transformado e ele para ter ser uma pessoa chata e brigona e começa a ser uma pessoa mais prestativa. No final do livro Aslam liberta o menino, deixando que ele volte a sua forma humana, só que agora mais melhorada.

No fim Aslam proíbe Caspian de seguir até o fim do mundo e o manda voltar, já Lucia, Edmundo, Eustáquio e Ripchip chegam ao fim do mundo onde encontram uma onda, parecida com uma muralha de água que une o céu com o mar. Após a onda inicia-se o país de Aslam, onde Ripchip recebe a honra de morar. Lucia e Edmundo não iriam mais voltar a Nárnia, pois esses já haviam crescidos e precisavam encontrar Aslam em seu próprio mundo, porém Eustáquio ainda teria a oportunidade de voltar, com será narrado em A Cadeira de Prata.

Minha Opinião Sobre o Livro:

Esse foi o livro que me fez desistir de ler Nárnia, foi uma das histórias mais cansativas que eu já li. Enquanto eu lia o Peregrino da Alvorada eu ficava me perguntando se o livro era mesmo para criança, porque se eu fosse uma sem dúvidas não iria gosta( é não gostei). O livro ficou muito descritivo, mas a um nível que se tornou chato.

Eu li essa história me arrastando. Diferente as primeiras que são bem legais e que a aventura e fantástica, esse nós simplesmente somos levados em uma viagem sem graça pelo mar, em busca de uns fidalgos chatíssimos. Nós já não temos mais a companhia do Pedro e da Susana, e os outros dois irmãos Pervensie cresceram e estão bem sem graça. O Eustáquio e o personagem que sala a história, ele escreve um diário bem critico a respeito de sua viagem a Nárnia, que torna a história um pouquinho mais legal.

O melhor da história é o final, onde as crianças, excerto Eustáquio, são proibidas de voltar para Nárnia. O Príncipe Caspian se casa com a estrela filha do mago e vai ter um filhinho no futuro, onde teremos a continuação.

Minha Opinião Sobre o Filme:

Eu amo os filmes de Nárnia são ótimos, esse é um dos meus favoritos apesar de ter detestado o livro, o filme ficou excelente. E muito bom ver como a Lucia cresceu é está linda, adorei o ator que foi escolhido para fazer o Eustáquio, ele é simplesmente demais.

VEJA TAMBÉM

O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa , de C. S. L... "Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado", sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chega...
O Cavalo e seu Menino , de C. S. Lewis — Ó! Que maluco! — resmungou o eremita. — Que rapazinho maluco e valente! Não sabe nada de guerra. Nem sabe usar o escudo. Está completamente exposto. Não tem a menor ideia do que fazer com a sua espada. Ah, agora se lembrou... começou a rodar a espada... quase cortou a cabeça do seu cavalo, e acaba...
The following two tabs change content below.

Madlla Pereira

Desde criança eu era apaixonada por livros, sempre gostei de história e de viver conectada a mundos diferentes do meu. Hoje essa paixão de infância se tornou um vicio serio rsrsrs talvez um dia eu vá precisar de de tratamento mais vou passar meus conhecimentos a vocês. Também sou muito fã de series e filmes, principalmente ficção científica.

Últimas Postagens de Madlla Pereira (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags:

Categoria: Aventura, C.S.Lewis, Fantasia, Literatura Infantil, Literatura Juvenil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *