A Viagem do Peregrino da Alvorada [As Crônicas de Nárnia #5], de C. S. Lewis

| 28 de abril de 2014 | 0 Comentários

Capa A Viagem do Peregrino da AlvoradaA Viagem do Peregrino a Alvorada é o quinto livro na ordem de lançamento do volume único e sem dúvidas e a pior crônica da saga.

O livro começa contando como estão Lucia e Edmundo, que estão morando com seus tios e seu primo Eustáquio, uma garoto mimado é muito arrogante metido a inteligente. Os dois irmãos Pervensie estão muito infelizes morando com seus tios e a saudade de Nárnia só aumenta.

Desta vez os irmãos Pervensie voltam a Nárnia através de um quadro pendurado no quarto em que Lucia está hospedada , porém nessa ida eles acabam levando Eustáquio sem querer. Os três caiem em alto mar e são resgatados por Caspian e juntos embarcam no Peregrino da Alvorada, um navio nárniano. Caspian está indo atrás dos sete fidalgos que foram enviados por Miraz para desbravar o oceano oriental.

Abordo do navio nós temos a presença do gracioso ratinho Ripchip, que a principio não se dar muito bem com Eustáquio, afinal o garoto só reclama e não consegue ver nada de produtivo na viagem. O grupo para em várias ilhas durante a viagem e é na primeira que eles encontram um fidalgo e descobrem sobre a névoa que vem raptando a população. O grupo segue a viagem determinados a encontrarem não só os fidalgos mas também as pessoas sequestradas. Em uma das ilhas que a expedição para, eles encontram estranhas criaturas chamadas Tontópodes, que levam Lucia até o castelo do mago, onde esse acaba passando as coordenadas para onde a expedição deve seguir.

Eustáquio, que inicia a viagem contra sua vontade, acaba tendo sua vida transformada após ser vitima de um feitiço que o transformou em dragão. Seu caráter acaba sendo transformado e ele para ter ser uma pessoa chata e brigona e começa a ser uma pessoa mais prestativa. No final do livro Aslam liberta o menino, deixando que ele volte a sua forma humana, só que agora mais melhorada.

No fim Aslam proíbe Caspian de seguir até o fim do mundo e o manda voltar, já Lucia, Edmundo, Eustáquio e Ripchip chegam ao fim do mundo onde encontram uma onda, parecida com uma muralha de água que une o céu com o mar. Após a onda inicia-se o país de Aslam, onde Ripchip recebe a honra de morar. Lucia e Edmundo não iriam mais voltar a Nárnia, pois esses já haviam crescidos e precisavam encontrar Aslam em seu próprio mundo, porém Eustáquio ainda teria a oportunidade de voltar, com será narrado em A Cadeira de Prata.

Minha Opinião Sobre o Livro:

Esse foi o livro que me fez desistir de ler Nárnia, foi uma das histórias mais cansativas que eu já li. Enquanto eu lia o Peregrino da Alvorada eu ficava me perguntando se o livro era mesmo para criança, porque se eu fosse uma sem dúvidas não iria gosta( é não gostei). O livro ficou muito descritivo, mas a um nível que se tornou chato.

Eu li essa história me arrastando. Diferente as primeiras que são bem legais e que a aventura e fantástica, esse nós simplesmente somos levados em uma viagem sem graça pelo mar, em busca de uns fidalgos chatíssimos. Nós já não temos mais a companhia do Pedro e da Susana, e os outros dois irmãos Pervensie cresceram e estão bem sem graça. O Eustáquio e o personagem que sala a história, ele escreve um diário bem critico a respeito de sua viagem a Nárnia, que torna a história um pouquinho mais legal.

O melhor da história é o final, onde as crianças, excerto Eustáquio, são proibidas de voltar para Nárnia. O Príncipe Caspian se casa com a estrela filha do mago e vai ter um filhinho no futuro, onde teremos a continuação.

Minha Opinião Sobre o Filme:

Eu amo os filmes de Nárnia são ótimos, esse é um dos meus favoritos apesar de ter detestado o livro, o filme ficou excelente. E muito bom ver como a Lucia cresceu é está linda, adorei o ator que foi escolhido para fazer o Eustáquio, ele é simplesmente demais.

VEJA TAMBÉM

O Príncipe Caspian , de C. S. Lewis Tempos difíceis abateram-se sobre a terra encantada de Nárnia. Os dias de paz e liberdade, em que os animais, anões, árvores e flores viviam em absoluta paz e harmonia, estavam terminados. A guerra civil dividia o reino, e a destruição final estava próxima. O príncipe Cáspian, herdeiro legítimo do t...
O Cavalo e seu Menino , de C. S. Lewis — Ó! Que maluco! — resmungou o eremita. — Que rapazinho maluco e valente! Não sabe nada de guerra. Nem sabe usar o escudo. Está completamente exposto. Não tem a menor ideia do que fazer com a sua espada. Ah, agora se lembrou... começou a rodar a espada... quase cortou a cabeça do seu cavalo, e acaba...
O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa , de C. S. L... "Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado", sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chega...
O Sobrinho do Mago , de C. S. Lewis A aventura começa quando Digory e Polly vão parar no gabinete secreto do excêntrico tio André. Ludibriada por ele, Polly toca o anel mágico e desaparece. Digory, aterrorizado, decide partir imediatamente em busca da amiga no Outro Mundo. Lá ele encontra Polly e, juntos, ouvem Aslam cantar sua canção...
The following two tabs change content below.

Madlla Pereira

Desde criança eu era apaixonada por livros, sempre gostei de história e de viver conectada a mundos diferentes do meu. Hoje essa paixão de infância se tornou um vicio serio rsrsrs talvez um dia eu vá precisar de de tratamento mais vou passar meus conhecimentos a vocês. Também sou muito fã de series e filmes, principalmente ficção científica.

Últimas Postagens de Madlla Pereira (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags:

Categoria: Aventura, C.S.Lewis, Fantasia, Literatura Infantil, Literatura Juvenil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *