Boa Noite, de Pam Goçalves

| 5 de novembro de 2017 | 0 Comentários

Esse livro descreve o primeiro semestre de Alina que saiu da cidade do interior Laguna, para estudar Engenharia da Computação em Pedra Azul. O curso tem apenas quatro garotas, o que deixa tudo mais tenso já que seus colegas machistas não cansam de fazer comentários preconceituosos.
Também conta sobre a república que ela vai morar, a república das loucuras. Lá ela vive com mais quatro pessoas: Manu que estuda Comunicação, Talita e o namorado Bernardo que estudam Administração, e o Gustavo, estudante de Medicina. Lá ela se arrisca em ir a festas e bares, coisa que nunca tinha feito antes, mas que os novos amigos da república a encorajam.
Tudo está indo muito bem até que surge o assunto de abuso sexual e uma nova droga que rola nas festas. Além disso, tem um site que os garotos inventaram para falar da vida sexual das meninas, nesse site contém uma lista de garotas e adjetivos maldosos que eles publicam.

O grande tema do livro é assédio e abuso sexual, no inicio do livro o assunto é muito sutil, mas conforme vão passando os capítulos vemos as situações crescerem e o assunto fica mais falado.
É muito real e sincero o jeito que Pam descreve tudo, a naturalidade que ela trás o assunto para o livro deixa tudo muito realista. Conseguimos perceber os pequenos comentários do dia-a-dia que engrandecem o assédio. Achei muito legal que o mesmo não é apenas um tema abordado no livro, ele é vivido pela personagem principal e por outros personagens importantes. Isso trás a enorme sensação de que pode acontecer com qualquer uma (um).
Além de machismo e assédio, também vemos outros temas normalmente polêmicos, como racismo e homofobia. A autora brasileira teve muita coragem em trazer esses assuntos, e ela soube exatamente como abordar cada um. E teve a seriedade necessária que esses temas exigem.
É um livro que apesar de ter temas fortes, é leve e tranquilo de ler. Pam conseguiu dividir bem os assuntos nos capítulos, não pesou em nada, ficaram bem sutis e bem desenvolvidos os temas.
Esse foi o primeiro livro “solo” da Pam, ela foi uma das escritoras de “O amor nos tempos de Likes”, que é outro livro maravilhoso. Eu já era fã dela desde que li este livro. Mas percebi que apenas em “Boa Noite” ela teve abertura suficiente para tratar temas menos rasos e mais sérios. Dou 4/5 estrelas.

The following two tabs change content below.

Nati Behn

15 anos, gaúcha e apaixonada por todas as artes. Comecei a ler quando era pequena, meus pais nunca entenderam o motivo, pois nunca leram e nem me incentivaram a ler. Gosto de todo tipo de arte: música, literatura, cinema, teatro, me arrisco em todas e estou sempre buscando coisas novas.

Últimas Postagens de Nati Behn (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags: , , , , , ,

Categoria: Adolescente, Literatura Juvenil, Pam Gonçalves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *