Cinderela Pop, de Paula Pimenta

| 2 de fevereiro de 2017 | 0 Comentários

Cinderela Pop vai contar a história de Cíntia Dorella ou Dj Cinderela como é conhecida nos outros livros da autora.  Cíntia é uma menina comum que não acredita mais no amor depois de ter flagrado seu pai traindo a mãe com a secretaria. Meio clichê não? Mas é só isso mesmo. Cíntia passou mais de um ano evitando seu pai, porém após um aviso da diretoria ela se vê obrigada a pedir um favor a ele que por sua vez faz um acordo com ela. Ela deveria ir no aniversário de 15 anos das meias-irmãs gêmeas e ele falaria com a diretora. Cíntia se vê em um grande problema pois no mesmo dia teria que ser dj em uma festa de 15 anos.  Coincidentemente ou não, será mesma festa da suas meias-irmãs.  Cintia então se dividide entre dois papeis, duas fantasias.  Uma delas como a dj contratada para mais uma festa qualquer de 15 anos vestida de bobo da corte e a outra como uma filha que fugiu da casa do pai e o evitou durante mais de um ano.  Com todos esses problemas (sem contar a sua madrasta malvada fazendo de tudo para que ela  se sinta cada vez pior e tornar a sua vida cada vez mais  impossível) Cíntia acaba por encontrar um tal de príncipe mascarado que mudaria sua vida completamente e daria mais ritmo ao seu coração descompassado. E aí? Já ouviram essa história em algum lugar?

Vamos ao que eu achei.  Este livro me deu muita emoção.  Desde tristeza até a mais pura raiva.  Talvez seja porque a história da Cíntia seja um pouco parecida com a minha e  em vários momentos ali eu me via sendo ela.  Como em “a princesa das águas” a autora conseguiu  me prenderem naquele mundo fictício em que ela havia criado.  Cada ponto do  livro me fazia ter alguma emoção totalmente diferente da anterior.

 

Os personagens foram muito bem criados e elaborados.  Se a proposta da autora era fazer  com o que os leitores se apaixonassem por todos eles e lessem o livro mais rápido possível para saber o final da história, ela realmente conseguiu. Pois  mesmo o livro sendo pequeno e com pouco mais de 100 páginas qualquer um consegue ler ele em menos  de 3h00.  Como havia dito na última resenha, eu não conhecia muito sobre a autora e não sabia o jeito dela de escrever, porém confesso que essa linha de livros sobre as princesas na nossa época vem me apaixonando muito e garanto a vocês que eu mal posso esperar para o próximo.

 

Como o outro livro da autora, este não teve tantas frases mas vou deixar algumas aqui.

” se eu não parar de olhar para a janela em vez de viver, nunca vou ser feliz” página 141

” mas tinha algo mais…  com brilho no meu olhar que não estava ali antes” pagina 128

” eu estava sozinha, presa e abandonada. E não tinha ninguém para me salvar.” 123

” eu prefiro não conhecer aquela felicidade a ter que perder-la depois.” Página 95

” mas, eu tinha certeza disso, porque aquele aperto no meu peito não passava?” página 80

” As vezes uma pessoa especial pode estar bem na nossa frente e não conseguimos enxergar pelo fato dela estar escondida atrás de um disfarce, fingindo ser quem não é…” página 52

Entao galerinha até a próxima resenha. Bjss

 

 

The following two tabs change content below.

Mayan Abreu

Últimas Postagens de Mayan Abreu (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *