Crepúsculo [Crepúsculo #1], de Stephenie Meyer

| 5 de dezembro de 2015 | 1 Comentário

download (20)

“Nunca pensei muito em como morreria -embora nos últimos meses tivesse motivos suficientes para isso-, mas, mesmo que tivesse pensado, não teria imaginado que seria assim. (…)
 Sem dúvidas era uma boa forma de morrer, no lugar de outra pessoa, de alguém que eu amava. Nobre até. Isso devia contar alguma coisa.”

Primeiro livro da trilogia Crepúsculo, na sequencia vem Lua Nova e Eclipse. Da escritora Stephenie Meyer.

Quando Isabella Swan faz 16 anos resolve se mudar para Forks –uma pequena cidade fria e melancólica –para morar com seu pai Charlie. Ela logo arruma alguns amigos, e um trabalho e se estabelece na cidade. Tudo vai –mais ou menos –bem, até conhecer Edward Cullen, que parece a odiar logo de cara. O garoto mais desejado do colégio a odeia e ela não sabe por que, até que, alguns dias depois, eles começam a conversar e ele se mostra uma pessoa gentil e normal, desfazendo a primeira impressão. Porém quando um acidente acontece, quase matando Bella, ela  percebe que não há nada de normal em Edward.

A principio ele nega que fez qualquer coisa sobre-humana, mas conforme o tempo vai passando mais coisas estranhas ela nota, nele e em sua família. Eles não comem, eles são extremamente lindos, eles não saem no Sol… etc. História vai, história vem, e descobre-se que os Cullen são vampiros –nenhuma surpresa –resta agora a Bella decidir entre se colocar em perigo e ficar com Edward, aceitando todos os riscos e morte quase certa. Ou esquecer e seguir sua vida chata e normal, sem monstros, e sem riscos.

O livro tem alguns pontos interessantes, como por exemplo a cidade… mas mesmo com todos os pontos interessantes, não acho que valha a pena ler, o romance é exagerado, Bella coloca Edward acima de qualquer outra coisa, acima de sua vida, ou a vida de sua família. Ela age como se ele fosse uma peça essencial para sua existência quando na verdade ele é só seu namorado que ela conheceu a poucas semanas –mesmo sendo um vampiro, isso não altera os fatos –Eu entendo que ela ame ele, mas se Edward pedisse que ela se jogasse na frente um caminhão, ela se jogaria –Claro que ele não pediria –Acho que isso mostra o quanto o amor nos torna cegos, tira completamente o amor próprio dela. E eu não estou exagerando, vemos isso perfeitamente em Lua Nova –mas isso é para outra resenha.

Não que o livro seja totalmente ruim, não é isso, até porque muitas pessoas gostam, e quem sou eu para julgar. Mas talvez, as garotas que leem o livro –e que são jovens demais para entende-lo –devem perceber que é ficção, que ninguém deve colocar a vida de outra pessoa –principalmente um namorado –na frente da sua.

Tirando o masoquismo, o livro tem um pouco de ação no final que o salva da chatice, e mostra que a personagem se importa –pelo menos um pouco –com outras pessoas além do Edward. O livro também conta algumas lendas locais da cidade de Forks.

Se você gosta de romance esse é o livro certo para você, mas se você não gosta de personagens dramáticos, então sugiro que não leia.

A autora Stephanie Meyer, também autora do A Hospedeira, mora no Arizona com os filhos. E é considerada uma das cem pessoas mais influentes do mundo.

The following two tabs change content below.
Então, eu gosto de suspense e mistério, alguns romances -não todos -Estou aberta a qualquer tipo de livro -menos poesia -eu sou muito crítica para livros, não são todos que me agrada, mas também não sou daquelas pessoas chatas que não gostam de nada. Eu adoro series de livros, como por exemplo Pretty Little Liars e The Vampire Diares.

Últimas Postagens de Luiza (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Comentários (1)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Denise disse:

    Gostei muito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *