Crescendo [Hush, Hush #2], de Becca Fitzpatrick

| 6 de agosto de 2016 | 0 Comentários

☆☆☆ (3/5)

 

Acho que é minha obrigação dizer que o livro deixou um pouco a desejar. Diferente da empolgante e conquistadora história de Sussurro, Crescendo foi parado e um tanto insosso para mim. Tudo parecia estável para Nora, até que ela acaba fazendo algo que há poucos dias mal passava por seus pensamentos.
Além disso, as verdades que Nora mais temia são confirmadas, incluindo um segredo obscuro sobre sua descendência “tão privilegiada” e sobre Patch, cujo passado, por mais que ela investigue, sente que nunca conhecerá totalmente.
Crescendo perdeu o ritmo rápido e emocionante que o final de Sussurro prometeu. A maior parte do livro se resume à Nora pensando em como Patch está distante… O lado bom é que esse monólogo foi quebrado várias vezes durante a narrativa para dar lugar a algumas cenas de ação.
Minha expectativa era de que o livro viria com muito mais intensidade que o outro, porém não foi isso que aconteceu.
No segundo livro da série Hush, Hush, o relacionamento de Patch e Nora é literalmente colocado em uma corda bamba. Namorar seu Anjo da Guarda definitivamente nunca esteve nos planos de Nora, porém, a paixão falou mais alto e resistir a Parch era algo que ela não mais conseguia há muito tempo.
Nora, sem saber o motivo, encontra Patch na companhia de Marcie, sua inimiga, em inúmeras ocasiões. É a partir daí que as dúvidas assombram a protagonista: Patch a estava rejeitando? Estava trocando Nora por sua fútil inimiga? O namoro parece não funcionar mais, e Nora decide terminar com seu anjo-caído.
Para piorar a situação, Scott Parnell, um amigo de infância de Nora, retorna para a cidade e parece manter segredos sombrios, que ninguém parece ter consciência. Com essa nova presença, nossa protagonista se vê ligada mais ainda ao passado, ligada à morte de seu pai e aos nefilins.
Crescendo, o segundo volume da série Hush Hush, corrigiu praticamente todos os defeitos do primeiro volume. A narração, enfim, soube abranger mais da história, e o amadurecimento tanto dos os personagens quanto da trama foi evidente. E embora ele tenha sido um pouco mais lento do que minha expectativa com certeza não deixou pontas soltas, – uma característica que admiro muito em Becca –. Podemos ver que Nora é uma pessoa normal como nós e tem tantas incertezas quanto, somos colocados à prova diariamente e cabe a nós fazermos as escolhas certas.

The following two tabs change content below.

Emilly Raiza

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *