Dama da Meia-Noite [Os artifícios das Trevas #1], de Cassandra Clare

| 11 de dezembro de 2016 | 0 Comentários

Autor(a): Cassandra Clare.

Editora: Editora Galera Record.

Capítulos: prologo, vinte e sete capítulos, epilogo, agradecimentos e um capitulo especial sobre Jace e Clary.

Paginas: 560.

Sinopse: Em “Dama da Meia-Noite”, Cassandra retoma o universo de fantasia urbana da série Os Instrumentos Mortais, que já ganhou a tela de cinema e agora é série de TV exibida pelo canal Netflix.

Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.
O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro. Mas eles nunca podem se apaixonar.
Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira.
Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei dos Caçadores de Sombras proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais, e ela pode suportar saber a verdade?

O primeiro livro da nova série da Cassandra Clare, autora de Os Instrumentos Mortais. 1ª edição de colecionador: holográfica + capítulo extra.

O que eu achei do livro:

Quando soube que existia a esperada continuação de Academia dos Caçadores de Sombras, foi como se tivessem lançado fogos de artifícios por todo o céu, onde li compulsivamente pelo desespero de querer saber as novidades no mundo dos nossos Caçadores de Sombras. Foi um livro bem mais maduro e, diferente de TMI, foi bem mais misterioso.

Não há como resumir a magnitude de todo aquele livro, Cassandra Clare deixou um pouco de lado a maioria dos principais personagens de Os Instrumentos mortais (Também conhecido no seu original em inglês por The Mortal Instruments ou TMI) e nos trazendo a família Blackthorn e Emma Carstairs, que realmente não foram os meus personagens favoritos.

Se você leu TMI e acho cada um dos livros mais pesados que o outro (Ou se não leu, realmente recomendo), com as cenas de mortes, romances e perdas bem elaboradas por Cassandra, se faça forte para ler Dama da Meia-Noite, pois nossa querida autora não poupou cenas que na hora que ocorrem você tem a grande vontade de arrancar seu cora;’ao e joga-lo pela janela.

Que já leu os livros anteriores sabe que parabatais não namoram e não podem ter nada relacionado ao amor Eros, mas a autora abriu o bico e nos contou por meio de um dos personagens o porque. Posso declarar que eu levei um murro nos estomago imaginário quando li esta parte, foi uma grande revelação e tive que ler esta parte varias vezes, o que me faz pensar que autora tem uma maravilhosa criatividade na hora de fazer seu leitor sofrer, sendo sempre de uma forma bastante original, nos fazendo ler compulsivamente ate o final e depois chorar, gritar e fazer seus pais acharem que nos somos loucos.

Digo, repito e digo se novo que Emma e uma garota consumida pelo medo total, que supera todos os medos de todos os demônios tem dos Anjos, o que ela fez no final do livro apos descobrir por que parabatais não podem namorar, ela pode ter achado que estava salvando Jules, mas eu acho que ela só piorou tudo, principalmente com Mark envolvido no assunto, então posso dizer que o livro seguinte promete cortar seu coração.

A melhor parte do livro é no epílogo, onde Cassandra enviou adagas cheias de veneno mortais pela minha alma, só os corajosos conseguiram ler e não há como não chorar (Nem que seja uma única lágrima formada no canto dos seus olhos), a autora é genialmente cruel e não há palavras para descrever a dor que ele enviou em meu espírito.

Dica sem spoiler: Há um personagem envolvido nos crimes que uma vez menciona a Dama, agora cabe a você descobrir quem foi, mas espere muitas surpresas!

Mas toda nossa animação para continuação foi por água abaixo já que a autora contou em seu site (http://shadowhunters.com/) que a continuação da trilogia só sai no ano que vem no dia 5 do maio, chamada O Senhor das Sombras. Agora e só temos que torcer para esse dia chegar logo!

Opinião final: Foi um livro incrível, bem mais maduro e misterioso do que seus anteriores, tendo um quê de Sherlook Holmes, a autora se superou na hora de nos surpreender como ela sempre fez. É um livro perfeito, que nos leva longe e nos dá um infarto a cada passar de páginas. Leia, pois  é surpreendentemente perfeito, não recomendo para menores de 12 anos, pois o livro é bem mais maduro que TMI e tem bem mais mortes.

Pontuação: 5/5

Cassandra Clare nasceu em uma família americana no Teerã, Irã e passou grande parte de sua infância viajando pelo mundo com sua família, incluindo uma caminhada pelo Himalaia quando criança, que foi quando ela passou um mês vivendo na mochila de seu pai. Antes dos seus dez anos de idade ela morou na França, Inglaterra e Suíça. O fato de que sua família se mudava muito, ela encontrou familiaridade nos livros e estava sempre com um livro debaixo do braço. Ela passou seus anos de escola em Los Angeles, onde ela costumava escrever histórias para divertir seus colegas, incluindo um romance épico chamado “The Beautiful Cassandra”, baseado na homônima história de Jane Austen.

Após a faculdade, Cassie viveu em Los Angeles e Nova York, onde trabalhou em várias revistas de entretenimento e até mesmo em alguns tablóides bastante suspeitos, onde ela relatou sobre a viagem ao mundo de Brad e Angelina e as avarias do guarda-roupa de Britney Spears. Ela começou a trabalhar no seu romance YA, Cidade dos Ossos, em 2004, inspirada na paisagem urbana de Manhattan, sua cidade favorita. Ela dedicou-se em tempo integral em sua ficção fantasia.

A primeira venda profissional de Cassie foi um conto chamado “The Girl’s Guide to Defeating the Dark Lord”, em uma antologia Baen de fantasia humor. Cassie odeia trabalhar em casa sozinha, porque ela sempre se distrai por reality shows e as travessuras dos seus dois gatos, por isso ela geralmente se propõe a escrever em cafés e restaurantes locais. Ela gosta de trabalhar na companhia de seus amigos, que vêem que ela adere a seus prazos.

Atualmente, reside em uma antiga casa vitoriana em Nova Iorque com seu noivo, seus gatos, e lotes e lotes de livros. A triologia The Mortal Instruments tem sido citada em muitas listas de Best-Sellers

The following two tabs change content below.

Emily Damascena

sou viciada em ler e amo fazer trabalhos sobre o que li. gosto de teatro, musica e livros de ficção, vivi lendo livros desde pequena, pois minha mãe não queria contar as mesmas historias todos os dias, então ela me ensinou a ler e me apaixonei ate os dias de hoje. (caso se goste ou não da resenha comente, de a sua opinião,pois e importante para mim) ps.leia também minhas outras resenhas, tenho certeza que você vai gostar, comente, livro que mudou minha vida: As Vantagens de ser invisível( leia também).

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags:

Categoria: Adolescente, Aventura, Cassandra Clare, Fantasia, Ficção, Literatura Juvenil, Romance Americano, Suspense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *