Escola do Bem e do Mal, de Soman Chainani

| 13 de janeiro de 2016 | 0 Comentários

“No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias.

Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são.”

O livro conta sobre Sophie, uma menina linda, de cabelos loiros e olhos claros, que se julga uma pessoa muito boa e Agatha, de cabelos escuros e oleosos e que morava no cemitério de Gavaldon. Sophie se tornou amiga de Agatha por achar que seria uma ação boa o suficiente para entrar na escola do bem. Agatha, mesmo sabendo que Sophie só se importava consigo mesma, aceitou sua companhia.

A trama se desenvolve mais a partir do momento em que o Diretor da escola vem raptar mais dois alunos para a sua escola e pega Sophie. Agatha foi correndo para ajudar a amiga e acabou sendo levada para a Escola do Bem e do Mal, juntamente com Sophie.

A escola forma príncipes, princesas, fadas e também os vilões, ogros, bruxas dos contos de fadas, entre outros e nela tinha duas torres: a da escola do bem e a do mal. Quando elas chegam carregadas por uma estranha espécie de ave, a ave paira sobre a escola do bem e, para a surpresa de ambas, Agatha cai na escola do bem e Sophie é levada para a escola do mal. E então tudo começa: a luta de Agatha para voltar pra casa, Sophie tentando conquistar seu príncipe, etc.

Eu achei o livro detalhado demais, de forma que, em certos momentos, você chega a ficar confuso (pelo menos, eu fiquei). E durante o livro quase todo, você consegue adivinhar o que acontecerá em seguida. Mas o que realmente salvou mais ou menos o livro foi o final, que realmente me surpreendeu. 3/5

VEJA TAMBÉM

Dezesseis Luas , de Margaret Stohl e Kami Garcia Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece... Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua famíli...
A Joia , de Amy Ewing Depois de alguns anos adiando a leitura desse livro que me prometia tanto, eis que finalmente tomei vergonha na cara e li. E gostei. Mas não muito. Só que bastante. Confuso? Deixe-me explicar.
Sociedade da Caveira de Cristal, de Andréa Del Fue... O mundo vive uma epidemia causada por um vírus desconhecido, o Bola. O vírus já matou muita gente, inclusive o avô de Vítor, um garoto superesperto de treze anos, magricela, com espinhas na cara, que vive alienado do mundo na frente de seu computador. Por causa da Samara, por quem é apaixonado, o jo...
The following two tabs change content below.

Gabrielle

Gabi Gomes - amante de livros, da boa música e do bom café. Tímida, introvertida, introspectiva e derivados. Não, não sou antissocial, embora eu diga (só pra pararem de perguntar).

Últimas Postagens de Gabrielle (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Adolescente, Fantasia, Literatura Juvenil, Romance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *