It – A Coisa, de Stephen King

| 4 de setembro de 2017 | 0 Comentários

Coisas estranhas acontecem em Derry. Assassinatos de crianças, mortes estranhas e pessoas desaparecidas são apenas parte da estranheza da cidade. Em meio a esse caos Bill e os colegas passam por experiencias estranhas. Alem de terem de lidar com isso eles precisam fugir de Henry e seus amigos valentões. As sete crianças descobrem o que esta por trás dos assassinatos em Derry e juram acabar com isso enquanto Henry jura vingança as crianças.
É nos esgotos da cidade que a Coisa vive. Eles sabem disso e embora tenham medo eles se comprometem a acabar com ela. Vinte e sete anos eles retornam, já sem memoria a antiga cidade de infância para acabar o que começaram.

O grupo de otários, como eles próprios se intitulam, é composto pelo numero magico sete. Cada um deles tem uma característica própria que combinadas em conjunto fazem com que eles sobrevivam. Mas quando voltam a Derry, voltam desfalcados e isso é um problema. Bill é o líder do grupo que se tornou escritor, as crianças retiram dele toda a confiança de que precisam. Bevely se casou com um homem muito parecido com o pai. Ben emagreceu apenas pela boa vontade. Eddie se casou com uma mulher muito parecida com sua mãe. Richie se tornou DJ em uma radio onde é conhecido por ser o “homem das mil vozes”. Stan sendo o racional do grupo se torna um contador bem sucedido. Mike permanece em Derry assombrado pelas terríveis lembranças enquanto os outros esqueceram se de tudo. Já o grupo de Henry é o classico dos bullys, com a diferença em que Henry evolui até o fim da trama para algo macabro, graças a Coisa.

Todos os fãs de Stephen King já sabem que ele é bem detalhado em suas obras, então não fiquem surpresos com as mais de mil paginas. O passado e o presente se entrelaçam de uma forma quase magica. O livro é dividido em cinco partes e um epílogo emocionante. Encontrar um epílogo tão fofo após ler o livro todo é quase um alivio, mostra que as coisas por mais ruins que estejam sempre ficam melhores no final.

Stephen King consegue escrever um livro de mais de mil paginas de uma forma que não fique tudo confuso. Cada detalhe que ele coloca, por mais pequeno que seja, é essencial e talvez crucial para o andamento da drama. Ele abre o psicológico dos personagens e os deixa expostos para que você entenda os motivos que levaram a cada um a fazer aquilo. Quem gosta desse gênero vai amar esse livro, pois não é apenas um terror básico com um palhaço assustando crianças. É um livro sobre crianças que se tornam adultas e são capazes de enfrentar seus medos que os guiaram pela vida toda.

Jessica Allana

VEJA TAMBÉM

The following two tabs change content below.

Allana

Ler livros começou como uma diversão e agora simplesmente não consigo parar. Gosto de livros antigos que retratam uma época diferente da minha, mas leio qualquer coisa que colocarem nas minhas mãos. Minha unica fraqueza é gostar de todos os livros que leio.

Últimas Postagens de Allana (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Romance psicológico, Stephen King, Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *