Legend – A Verdade Se Tornará Lenda, de Marie Lu

| 28 de dezembro de 2013 | 0 Comentários

Capa do Livro LegendLegend é mais uma distopia que o argumento não é novo: se passa nos EUA, no futuro, envolve adolescentes lutando contra o sistema opressor, tem a variável de um deles ser a favor e o outro não e blá, blá, blá. Nenhuma novidade, mas, ao mesmo tempo, a forma que a história foi contada é excelente!

Em Legend conhecemos a República um país localizado na Costa Oeste do território dos EUA, onde ocorre uma guerra civil entre República e as Colônias. Nesse cenário aparecem June, uma jovem prodígio militar pupila da República e Day, 15 anos, o criminoso mais procurado do país. A história começa quando June é enviada a procurar Day pelas ruas de uma Los Angeles em ruínas e dominada pela praga, epidemia que corrói as favelas da cidade.

A história é cheia de reviravoltas, uma mais surpreendente que a outra. Personagens que não são o que parece, segredos, revelações. É uma história minimalista, não é aquela que passa páginas inteiras descrevendo lugares ou como fulano fez isso ou aquilo. O olhar de June e Day é afiado, eles são observadores e se apegam nos detalhes que faz a diferença.

June, ela é sensata, esperta, inteligente, meticulosa, rica e linda, porém não é esnobe. E esse simples fato a torna encantadora! Em momentos de fraqueza ela se repreende, quando os fatos são apresentados ela analisa a situação, não se deixa levar por terceiros, não é manipulável. Ela sabe distinguir o certo do errado e escolhe fazer o que é certo. É uma personagem feminina extremamente forte.

Fiquei encantada como a autora, Marie Lu, conseguiu levar a narrativa de forma que cada parte da história fosse narrada pelo personagem certo, visto que cada capítulo tinha narração alternada entre June e Day. A forma que ela deu ao livro, em se tratando de narração, foi excelente, pois fugiu do usual, pois acabamos por saber como cada personagem pensa e sente.

Uma coisa eu achei muuuito esquisita: que país é esse que precisa da ajuda de uma adolescente para prender outro adolescente? Mas isso faz parte das licenças literárias que temos que conceder, principalmente tratando-se de livros bons!

Estou ansiosa pela continuação!

Resenha feita por Camila Dorneles.

VEJA TAMBÉM

Divergente , de Veronica Roth Durante a iniciação altamente competitiva que se segue, Beatrice muda seu nome para Tris e se esforça para decidir quem são realmente seus amigos - e onde se encaixa em sua nova vida um romance com uma rapaz fascinante, porém perturbador. Mas Tris também tem um segredo, que mantêm escondido de todos...
Jogos Vorazes , de Suzanne Collins Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um...
A Esperança , de Suzanne Collins Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katni...
The following two tabs change content below.

Camila Dorneles

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Distopia, Marie Lu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *