Menina de Vinte, de Sophie Kinsella

| 19 de novembro de 2014 | 0 Comentários

Capa Menina de VinteMenina de vinte é um livro engraçado,seguindo a linha das outras publicações da autora, é o tipo de livro que prende o leitor pela criatividade dos personagens e pela capacidade dos mesmos se meterem em encrencas, algumas partes do livro me causaram crises de risos, mas também tenho que reconhecer que algumas me fizeram chorar e outras me fizeram refletir profundamente sobre o sentido da vida, e a nossa missão aqui.

O livro conta a história de Lara Lington que ao presenciar a cerimônia de cremamento de Sadie, sua tia-avó, acaba conhecendo  seu espírito, que alega que precisa encontrar um colar que foi seu para descansar em paz. Lara e Sadie se unem para procurá-lo.

Enquanto elas fazem as buscas as duas acabam conhecendo muito da história uma da outra, e quando menos percebe Lara está completamente envolvida com a presença de Sadie, que por sua vez, contribui de todas as maneiras para resolver os problemas de Lara, até mesmo interferindo na vontade dos “vivos”.

A história de Sadie nos faz querer aproveitar a vida ao máximo, porque um dia ela acaba e vai depender de nós deixar o que queríamos fazer sem ter feito, ou se agarrar a cada oportunidade de nos dar momentos de alegria, como dançar com a pessoa amada ou usar um vestido mais ousado.

Minha análise desse livro é totalmente positiva. Personagens inteligentes, engraçados e o fato de ser narrado pela Lara, personagem ativo na história torna a leitura mais dinâmica. Um timing muito bem elaborado, e  com a medida certa de humor, suspense e emoção. Os personagens secundários desenvolvem um papel importante e são fundamentais para o desenrolar da história. Gosto desse livro pelo fato de, apesar de se tratar de chick lit um gênero que tem como finalidade fazer rir, nos faz também refletir sobre nós mesmos. Só pelo enredo já daria nota máxima.

VEJA TAMBÉM

Lembra de Mim?, de Sophie Kinsella Lexi tem 25 anos, em 2004, em um emprego horrível, dentes tortos e um namoro desastroso. Sua única esperança são as amigas. Ela acorda em 2007 após um acidente de carro em um hospital sem saber o que aconteceu nos 3 últimos anos, com 28 anos , chefe de seu departamento, sorriso perfeito e é casada ...
The following two tabs change content below.

Emanuela de Oliveira

Refugiada para sempre no mundo dos livros. Porque uma vida só não basta! Ler sempre foi um exercício encantador para mim, ainda lembro da primeira vez que consegui juntar as letrinhas e formar as palavras,e em seguida frases, fiquei tão contente que nunca mais parei. Amo a sensação de entrar na pele dos personagens e “viver” situações tão diferentes do meu cotidiano, gosto dessa coisa de aprender sem ter que passar pela situação realmente. Divido meu tempo livre entre leitura, animes, filmes e doramas. Se a história da minha vida fosse um livro, gostaria que fosse escrito pela Marian Keyes.

Últimas Postagens de Emanuela de Oliveira (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Sophie Kinsella

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *