O Bem Amado, de Dias Gomes

| 19 de agosto de 2014 | 0 Comentários

 

Capa O Bem AmadoSe você não acredita é um homem sem fé. “O Bem Amado” narra a trajetória dos habitantes de Sucupira, uma cidade próxima a Salvador, que ao elegerem o Odorico Paraguaçu, como seu prefeito aprovam a construção de um cemitério luxuoso, que no entanto não pode ser inaugurado, pois ninguém morre na cidade. Com a pressão da oposição politica o prefeito começa a traçar planos. Uma mais mirabolante que o último colocando em risco a vida dos habitantes. O que na época da telenovela que inspirou o livro era apenas uma reflexão da ignorância e falta de bom senso politico dos governantes brasileiros e do povo que os elege, hoje ganha ares de didática e critica. O prefeito de Sucupira, consegue ser tão sem bom senso e mau caráter que beira a psicopatia pela falta de empatia com os outros estampada em seu comportamento corrupto. Acho que em outros países as pessoas que assistem a novela pensam ser esse personagem uma sátira, nem desconfiando que na realidade ele apenas reflete os comportamentos habituais de um parlamentar brasileiro de praxe. Muita pompa, muita lábia, muito carisma e pouco conhecimento de causa e consideração pelo povo. O título se refere ao fato das irmãs cajazeira serem por ele ainda mais enganadas, já que o prefeito pede em casamento as três, mas nunca marca a data e assim enrola as três irmãs, durante toda a trama. A trama no entanto tem um desfecho que tem sido muito explorado na dramaturgia tendo por exemplo o filme nacional “Tropa de Elite” e a telenovela da rede Globo “Senhora do Destino” em que o politico ladrão após se utilizar da confiança depositada nele pelo povo acaba por ter uma morte trágica e violenta, que é sucesso garantido em nosso país em função do desejo inconsciente ou consciente do povo de punir os governantes que ao entrarem no poder passam a explorar seus eleitores. Basta lembrar que a cena em que o tenente Nascimento espanca um politico foi assistida de pé e sobre aplausos no país inteiro. Livro fácil de ler e bastante adequado para ser utilizado em escolas em função de sua critica politica, que é reconhecidamente simbólica e está na memória coletiva de nosso país, para pessoas que apreciaram a novela ou simplesmente como comédia nacional.

Biografia: Romancista, contista e teatrólogo brasileiro nascido em Salvador, BA, um dos maiores dramaturgos brasileiros e de enorme sucesso no rádio, televisão, cinema e teatro, um dos mais premiados autores brasileiros. Filho do engenheiro Plínio Alves Dias Gomes e de Alice Ribeiro de Freitas Gomes, fez o curso primário no Colégio Nossa Senhora das Vitórias, dos Irmãos Maristas, e iniciou o secundário no Ginásio Ipiranga. Mudou-se com a família para o Rio de Janeiro (1935), onde prosseguiu o curso secundário no Ginásio Vera Cruz e posteriormente no Instituto de Ensino Secundário. Com apenas 15 anos escreveu sua primeira peça, A comédia dos moralistas, que ganhou o 1o lugar no Concurso do Serviço Nacional de Teatro (1939). Fez o curso preparatório para o curso de Engenharia (1940) e, no ano seguinte, para o curso de Direito. Ingressou na Faculdade de Direito do Estado do Rio, mas abandonou o curso no 3o ano (1943). Seu primeiro sucesso nacional de de público e crítica foi a comédia Pé de cabra (1942), ano de sua estréia no teatro profissional, encenada no Rio de Janeiro e depois em São Paulo por Procópio Ferreira, que com ele excursionou por todo o país.

Outros livros: Duas Sombras Apenas, Um Amor e Sete Pecados, A Dama da Noite, Quando é Amanhã, Sucupira, Ame-a ou Deixe-a, Odorico na Cabeça, Derrocada e Decadência.

Audrei Bittencourt Maciel, Técnica Agrícola e Agropecuária, estudante de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da UERGS, escritora nos blogs, Resenhas De Livros vinculado ao site Ler Livros Online e De Olho Em São Marcos e autora da page Ensino Em São Marcos no Facebook. Autora de “Normalidade” da série A Ceifeira.

VEJA TAMBÉM

O Restaurante no Fim do Universo, de Douglas Adams O Restaurante do Fim do Universo, o segundo livro da trilogia de cinco (entendedores entenderão), é a continuação da cômica aventura de Arthur Dent, Ford Prefect, Zaphod e Trillian, com algumas “missões” acrescentadas ao decorrer da história de modo sutil e, claro, cômico. (...)
O Arcano Nove , de Meg Cabot Para uma adolescente, trocar de cidade pode ser um trauma. Para Suzannah, a mudança de Nova York para Califórnia está sendo ótima: novos amigos, muitas festas e dois caras bonitões e muito interessantes. Só que um deles é um fantasma. E o outro pode matá-la. Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capa...
Noitadas, de Jorge Mauricio Porto Klanovicz "Noitadas" é um livo de crônicas de Jorge Mauricio Porto Klanovicz, irreverente e despudorado. Como habitualmente em livros do gênero ele trata de diversos assuntos como visões politicas de pessoas famosas, acontecidos cotidianos, comportamentos sociais, regimes políticos de outras partes do mundo e...
The following two tabs change content below.

Audrei Bittencourt

Sou uma pessoa diferente, temperamental, com gênio muito forte, divertida e inteligente, gentil e amiga. Tenho paixão por livros desde a primeira série do fundamental e leio pelo menos um por semana. Meus estilos preferidos são romance, terror, mistério e suspense. Autora de "Normalidade" da coleção " A Ceifeira". Técnica Agrícola e Agropecuária, estudante de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da UERGS, escritora nos blogs, Resenhas De Livros vinculado ao site Ler Livros Online e De Olho Em São Marcos e autora de “Normalidade” da série A Ceifeira.

Últimas Postagens de Audrei Bittencourt (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Comédia, Ficção, Literatura Nacional, Video Resenha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *