O Corsário Negro, de Emilio Salgari

| 10 de fevereiro de 2014 | 0 Comentários

Capa do Livro O Corsario Negro“O Corsário Negro” traça a trajetória de um nobre italiano, Emilio de Rocannera, que se torna pirata para consumar sua vingança contra Wan Guld.

O Corsário Negro começa com Emilio Rocannera, indo para Maracaíbo em busca do corpo de seu irmão o grande Corsário Verde, que por ordens de Wan Guld, foi enforcado e está sendo exposto em praça pública, por ordem de seu arqui-inimigo, Wan Guld, atual governador de Maracaíbo.

Emilio Rocannera e Wan Guld tem contas a acertar desde o velho mundo onde Wan Guld, traíu e matou o irmão mais velho de Emilio, dando início a uma série de trágicas mortes na familia Rocannera, pois todos os três irmãos que restaram tornaram-se corsários, para aumentarem suas chances de vingança contra o governador.

Primeiro foi o Corsário Vermelho e após o Verde agora o Corsário Negro que jurou matar a todos os que tivessem o sangue Guld, correndo nas veias. Em Maracaíbo Emilio sofre todo o tipo de adversidades, conhece um negro com a habilidade de controlar serpentes, que se tornará um grande aliado.

Ao invadir a casa de um magistrado, para fugir dos soldados do governador ele também conhece um bravo soldado, que fica em divida com ele por que este lhe poupou a vida.

Wan Guld consegue fugar, mas em sua sede por vingança O Corsário, o segue até uma pequena ilha onde a perseguição continua feroz. Durante todo o tempo em que se encontram na ilha Emilio e seus companheiros, encontram corpos do grupo de Wan Guld, se deparam com feras, doenças e até areia movediça.

O grupo já se encontra bastante abatido quando enontram o soldado de Maracaíbo, que abandonado na ilha por Wan Guld, se decide a seguir juntamente com o Corsário em busca de seu próprio acerto de contas com Wan Guld.

Ainda no encalço de Wan Guld, o Corsário e seus comparsas ao saquearem um navio carregado de riquezas, acabam em posse de uma bela jovem, que conquista o coração de Emilio, mas ao saber que seu nome é Honorata e ela é na verdade filha de seu inimigo, o Corsário se vê obrigado a abando-lá ao mar aberto e sem provisões. E o livro acaba com o pirata Van Stiler se admirando das lágrimas do Corsário.

Clássico, muito bom, história de amor trágica. É um belo livro com uma trama muito interessante e no melhor estilo de uma saga pirata. Indico para pessoas de todas as idades e que tem todos os gostos, mas principalmente para quem gosta de histórias como Piratas No Caribe ou A ilha Do Tesouro.

Desde muito cedo se interessou pelas viagens marítimas e decidiu ser capitão. Ingressou na Academia Naval de Veneza, alistou-se num barco mercantil e percorreu a costa Adriática. Regressou a Itália onde começou a ganhar sustento com as suas obras que começaram por serem publicadas e jornais. Casou-se com Ida Peruzzi, com quem teve quatro filhos. Mesmo com os êxitos dos seus livros os problemas econômicos não deixaram de os seguir.

Depois da morte de sua esposa, Salgari se suicidou no Vale de San Martino.

Outros Livros: Os Mistérios da Selva Negra escrito em 1889, O Tigre da Malásia, Os Piratas da Malásia, O Rei do Mar, A Cimitarra de Buda, O Rei da Montanha, Um Drama no Oceano Pacífico,
O Corsário Negro, Os Peles Vermelhas, O Leão de Damasco, As Maravilhas do Ano 2000, Os Dois Tigres, O filho do Corsário Vermelho, A conquista de um império, A revanche de Sandokan, A reconquista de Mompracem, O falso Brâmane, A queda de um império, A revanche de Yáñez e Os últimos Flibusteiros.

Nota: 5/5

The following two tabs change content below.

Audrei Bittencourt

Sou uma pessoa diferente, temperamental, com gênio muito forte, divertida e inteligente, gentil e amiga. Tenho paixão por livros desde a primeira série do fundamental e leio pelo menos um por semana. Meus estilos preferidos são romance, terror, mistério e suspense. Autora de "Normalidade" da coleção " A Ceifeira". Técnica Agrícola e Agropecuária, estudante de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da UERGS, escritora nos blogs, Resenhas De Livros vinculado ao site Ler Livros Online e De Olho Em São Marcos e autora de “Normalidade” da série A Ceifeira.

Últimas Postagens de Audrei Bittencourt (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Aventura, Ficção, Literatura Juvenil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *