O Visconde que me Amava [Os Bridgertons #2], de Julia Quinn

| 22 de setembro de 2016 | 0 Comentários

o-visconde-que-me-amavaA série “Os Bridgertons” da autora Julia Quinn, mais uma vez, a escritora traz uma linda história com muito humor aos seus leitores em seus encantadores romances, o livro da vez agora, é o segundo da série e conta a história de amor do filho mais velho da família Bridgertons.

A história inicia narrando como o pai do nosso protagonista morre, para Anthony o pai era para tudo seu ídolo, o exemplo que queria ser quando fosse assumir a postura de homem responsável, por inacreditavelmente o pai dele morreu picado por uma simples abelha.

Anthony Bridgerton o primogênito da família e herdeiro principal tanto do título de visconde como da fortuna de toda a família, de repente decide se casar. Como assim? Sem mais nem menos, para o espantos de todos e principalmente da sua própria família, pois ao que todos sabiam, era que ele não tinham pretensão nenhuma em formar uma família, o pior era que a sua futura esposa, nem ele mesmo sabia quem seria, sua intenção depois da decisão tomada era que iria escolher uma qualquer, desde que fizesse boa presença diante da sociedade serviria, pois o mesmo não queria se apaixonar por ninguém.

Kate Sheffield já estava praticamente convencida que seria uma solteirona, sempre soube que nunca chamara atenção da alta sociedade par o resto de sua vida, pois não tinham beleza exuberante, não tinha dote, além disso, não fingia dar sorrisos falsos para mostrar que era delicada, foi participar da temporada festiva da sociedade Londres, com apenas uma intenção, escolher um bom marido para sua adorada irmã mais nova Edwina, que certamente é maior beldade entre todas as debutantes da temporada.

Para fatalidade de Kate, o pior libertino na opinião dela, Anthony Bridgerton, pretende cortejar justamente a sua irmã, acreditando que ele certamente a fará infeliz e por não confiar que será fiel a sua irmã, ela se torna disposta a não aceita-lo de forma alguma, e diz isto bem na cara dele, realmente essa história é muito engraçada, assim ela decidida a afastar ele de sua irmã, acaba caindo em várias situações inusitadas junto como ele, discutido como diz o ditado igual a cão e gato todas as vezes que se encontram e por talvez serem tão francos um com o outro acabam se conhecendo melhor e despertando  uma tímida paixão em ambos.

Mais até chegar ao um final feliz, essa história terá inúmeras discussões entre Kate e Anthony com provocações bem interessante, muitas brigas e diálogos divertidíssimos que, sem dúvida, faz qualquer um sorrir. Até o compromisso dos mesmos foi forçado, a partir de uma ameça de escândalo justamente causado por uma abelhinha intrometida que tanto Anthony tem pavor (pois seu morreu por causa de uma abelha). Porém, os dois são tão orgulhosos que não o braço a torcer, acertaram um casamento de conveniência porque são obrigados, negando os verdadeiros sentimentos um ao outro, concordaram que nunca formariam um casal amoroso,  uma vez que brigavam tanto, na qual, curiosamente até depois de casados eles tem que discutir até no auge da noite de núpcias, é muito engraçado só lendo mesmo para conferir.

Um ponto a favor e muito interessante nessa história é que ela não acaba com final feliz na hora do casamento, a história continua com eles enfrentando conflitos internos e ajudando ao outro a superá-los, até possam encontrar o amor verdadeiro.

Resenha escrita por Florisbela Oliveira.
Você por ver todos os meus posts aqui

The following two tabs change content below.

Florisbela

Sou uma leitora compulsiva, e a qualquer folguinha já estou lendo alguma coisa, graduada em Pedagogia pela Uespi, com Licenciatura em Letras Português, Especialização em Estudos Linguístico e Literários, com adoração com o mundo das linguagens intencionando aumentar o conhecimento em literatura, hoje leio diariamente concebendo novas criatividades pelos diversos autores e suas produções escritas.

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Ficção Histórica, Literatura Clássica, Literatura Juvenil, Romance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *