Os 13 porquês, de Jay Asher

| 28 de novembro de 2016 | 6 Comentários

“Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto então ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker – uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás.
Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar e que Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.”

 

O livro conta a história de Clay Jensen, um garoto que depois de chegar da escola encontra uma caixa de sapatos endereçada a ele que continha algumas fitas cassetes. DepoisResultado de imagem para os 13 porquês de ficar muito curioso, Clay pega a primeira fita e ouve, só que qual não foi a surpresa dele ao descobrir que quem gravou as fitas foi Hanna Baker – uma garota que se matou há pouco tempo atrás – e ela diz que Clay acabou sendo um dos motivos de seu suicídio. Portanto ele terá que escutar até o final para entender qual foi o seu papel nessa história.

Os personagens desse livro são muito intensos e eu consegui reparar que atrás de uma máscara de perfeição sempre tem uma pessoa autoinsuficiente que precisa fazer o mal a fim de conseguir ficar bem consigo. O Clay, mesmo com tudo, é um personagem fofo que nunca quis nada de ruim para a Hanna, mas acabou se tornando um dos porquês indiretos.

Esse livro foi enviado para nós pela nossa parceira incrível, a Editora Ática; e eu simplesmente amei. Essa história é bem intensa, pois se trata de um garoto ouvindo os motivos que levaram uma garota a se matar; o autor conseguiu suavizar um pouco, mas continuou deixando a lição de moral nas entrelinhas do texto. O modo como Hanna vai falando as causas do seu suicídio vão mexendo com você e eu me senti na pele dela em alguns momentos. Lembre-se: a única pessoa que pode dizer o que é brincadeira e o que é sério é a pessoa que está sofrendo; no caso a Hanna. Algumas causas pareciam ser tão bobas, mas que foram fazendo um efeito bola de neve que acabou resultando na morte dela.

A realidade desse livro é que as pessoas não se importam umas com as outras. Todas as pessoas que passaram pela vida da Hanna simplesmente não repararam ou não se importaram para os seus sentimentos. A única coisa que ela precisava era de uma pessoa para escutá-la e aconselha-la, mas ninguém fez isso. Suicídio é um assunto muito grave que tem que ser tratado com muita atenção, só que ainda é um tabu grande em nossa sociedade. Mas esse livro mostra que podemos e devemos falar de suicídio, pois uma pessoa pode estar apenas precisando de um amigo.

Em poucas palavras eu descreveria essa história como intensamente real e profunda. Indico para as pessoas que gostam de uma leitura mais verdadeira sobre o mundo de hoje. Nota 5/5.

Comentem o que acharam da resenha e do livro. Kisses sweethearts.
P.S.: O livro voltou agora para estoque nas maiores livrarias, então corre para garantir o seu.

P.S.²: Se você estiver se sentindo igual a Hanna, tente conversar com alguém ou procure o posto de atendimento mais próximo de sua região.

http://www.aticascipione.com.br/produto/os-13-porques-380

 

The following two tabs change content below.

Luana Lira

Sou a Luana e amo ler. Comecei a ler desde pequenininha e me apaixonei. Também gosto de escrever então pensei: por quê não juntar o útil ao agradável? Sigam-me, se quiserem: Twitter - @luaa_lira Wattpad - @lualira10 Skoob - http://www.skoob.com.br/perfil/lualira

Últimas Postagens de Luana Lira (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Editora Ática, Jay Asher, Literatura Motivacional

Comentários (6)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Eliziane Dias disse:

    Nossa! Que história forte! Fiquei bastante interessada. Deve ser uma história emocionante e que nos faça refletir, né? Sua resenha foi bem concisa e sem spoilers, é isso o que valorizo mais nas resenhas atuais. Me instigou a ler o livro e a me envolver mais no enredo. Como estudante de psicologia, achei suas observações finais super importantes.

    • Luana Lira disse:

      Oi Eliziane, fico lisonjeada com a sua opinião de estudante de psicologia. O livro realmente trata de um assunto bem tenso e por isso mesmo eu o indico tanto. Espero que você o leia. Agradeço pelo comentário!
      Att.

  2. Ana Paula disse:

    Oi! Adoro esse livro demais… Eu sabia que não teria volta o que aconteceu, por isso criei um final alternativo na minha cabeça …
    Não sei nem como explicar de tanto que chorei, porque é algo que acontece muito ao nosso redor, e não se consegue consertar depois de acontecido 🙁

    • Luana Lira disse:

      Também fique pensando e fiquei triste demais com isso, maaasss… o Jay Asher criou um final alternativo para o livro,já que esse ano ele completa 10 anos! O livro com a edição comemorativa já foi lançado nos EUA, mas não tem previsão específica para o lançamento no Brasil. Por isso, se inscreva na nossa newsletter que quando existir qualquer novidade nós publicaremos aqui ;). Agradeço pelo seu comentário!
      Att.

  3. Posso estar enganado, mas acho que já ouvi falar nesse livro, rs.

    A história é bastante interessante. Certamente, se não um livro, daria um excelente conto, rs.

    É um suspense? Foi publicado esse ano, Luana? A curiosidade ficou e se apossou de meu ser, rs. Socorro!

    • Luana Lira disse:

      Oi Roberto. Vou responder as suas dúvidas (rsrs): na realidade o gênero é ficção-adolescente e o livro foi publicado em 2007, mas ficou famoso em 2011. Além de que esse ano vai lançar uma série baseada nele feita pela Netflix. Só que eu recomendo ler o livro antes, pois é simplesmente incrível *-*. Agradeço pelo seu comentário!
      Att.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *