Paris For One, de Jojo Moyes

| 19 de fevereiro de 2017 | 0 Comentários

Jojo Moyes nasceu em 1969, na Inglaterra. E, nos últimos tempos, o nome dessa britânica tem estado em alta não só nos círculos literários, mas também no mundo do cinema. Isso se deve ao enorme sucesso obtido pela obra “Como eu Era Antes de Você”, a qual acabou recendo uma adaptação cinematográfica, conquistando milhares de fãs que se emocionaram diante das telonas. Mas a capacidade de criar histórias envolventes perpassa em muito os dois livros relacionados à adaptação cinematográfica, sendo “Paris For One” mais uma prova de sua capacidade criativa.

O livro ganhou sua primeira publicação em 2015, e segundo o que encontrei pela internet, por enquanto só possui edições em inglês e uma tradução não oficial em Espanhol. Ainda assim, aos conhecedores de algum desses idiomas, a leitura vale a pena, já que toda a história tem apenas 60 páginas, além de apresentar um ritmo tranquilo, estilo “água com açúcar”, mas sem deixar de envolver o leitor com a protagonista. E falando na personagem peincipal, vamos a ela…

Nell é uma jovem de 26 anos, moradora de um subúrbio inglês, que é vista por todos como extremamente organizada, tímida, ansiosa, e nada impulsiva. Ela se relaciona com Pete, visto com maus olhos pelas amigas de Nell. Em certa ocasião, o rapaz descobre que a namorada nunca havia visitado Paris, e menciona a possibilidade de ambos irem à capital francesa. Ela se contagia com a ideia, compra passagens e reserva um hotel, surpreendendo Pete. Tudo parecia encantador, mesmo que Nell estivesse lutando contra sua insegurança pela viagem ao exterior.

No entanto, todas as perspectivas de um final de semana romântico na Cidade Luz caem por terra quando o momento do embarque chega, mas o namorado da jovem não conparece à estação. A partir de então, sua ansiedade se multiplica, e ela se vê sozinha em uma capital estrangeira, cujo idioma ela não domina, tendo que depender somente dela própria para conseguir transporte e comida. É também com essa situação que o leitor começa a desenvolver empatia por essa senhorita tão inocente e tímida, torcendo para que ela sobreviva a esse final de semana, e, no mínimo, dê um belo chute em Pete, capaz de abandoná-la na última hora.

Enquanto ela tenta se manter calma e retornar à Inglaterra assim que possível, o pensamento de estar em Paris e ter centenas de atrações à espreita lhe passa pela cabeça, mas a dúvida entre voltar à zona de conforto ou enfrentar uma aventura permanece. É necessário que um quase escritor solteiro e desiludido com o amor surja para que ela se desacorrente e não deixe a capital francesa sem conhecer seus melhores símbolos.

Minhas Impressões Sobre a Obra:

Conforme disse anteriormente, “Paris For One” é uma espécie de conto água com açúcar, onde o ponto que merece mais destaque é a relação de empatia nutrida pela protagonista. É impossível terminar a leitura sem torcer para que ela finalmente mostre a seus conhecidos que não precisa de um namorado enganador para sobreviver em terras estrangeiras – embora Nell tenha me deixado nervosa/enraivecida em muitos momentos, quando parecia confirmar o estereótipo de “garota insegura e dependente”. É uma obra simples, que cativa através das descrições aprofundadas dos dilemas psicológicos dos personagens e de seus anseios amorosos, além de deixar uma pontinha de vontade de visitar Paris assim que a última página é virada.

Escrito por Rafaela Zimkovicz.

VEJA TAMBÉM

No mundo da Luna, de Carina Rissi Luna Braga acabou de se formar em jornalismo e trabalha de recepcionista na revista Fatos&Furos. Além de odiar seu emprego, ela odeia seu chefe, o grande redator-chefe Dante Montini, que sempre diz seu nome errado. Quando um dos jornalistas sai, Dante pede para Luna assumir o horoscópio da revista....
A Fúria, de L.J Smith O terceiro livro trata de Elena com sua adaptação ao vampirismo, bem como a sua confusão entre os dois irmãos. Embora tenham que ficar fora do caminho da cidade por causa do novo vampiro caçador, Stefan, Damon, Elena e os amigos dela terão que pesquisar sobre a sombria presença que tem ultrapassado ...
The following two tabs change content below.

Rafaela Zimkovicz

Muito prazer, caro leitor. Me chamo Rafaela e a expressão "viciada em livros" poderia servir como meu sobrenome, já que descobri a magia dos livros aos 8 anos, e desde então, nunca parei de devorá-los. Espero conseguir expor-lhes ao menos um porcento da grandiosidade das obras literárias através das resenhas. Idade: 15 anos.

Últimas Postagens de Rafaela Zimkovicz (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: +Autor, Chick Lit, Romance Clichê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *