Por Lugares Incríveis, de Jennifer Niven

| 7 de setembro de 2017 | 0 Comentários

Finch está andando sobre a amurada do prédio do sino da escola pensando na sua morte quando avista uma garota. Alguns alunos veem os dois lá em cima, mas ninguém se preocupa com ele, pois Finch é o que chamam de aberração. Violet vem passando por um momento difícil desde a morte de sua irmã. Ela se culpa e só quer que os dias acabem logo. Ela vem se afastando de tudo e todos desde então. Acha que o acidente foi culpa sua e faz de tudo para se punir por isso.
Finch sempre foi chamado de aberração pelos alunos da escola desde que contou parte dos seus pensamentos para um colega e ele espalhou. Ele salva a garota de se jogar de lá de cima e aos poucos vai devolvendo a ela a vontade de viver de um modo que somente ele conhece. O proprio Finch acha alguns motivos para viver, como por exemplo Violet. Ele está perdidamente apaixonado e compoem musicas para ela.
Foi assim que Violet e Finch começaram sua jornada por lugares incríveis que ela nem pensaria em ver se não estivesse com ele graças a um trabalho escolar. No principio ela tem vergonha dele e do que seus amigos populares vão pensar, mas aos poucos ela vai se soltando e voltando a fazer as coisas que fazia antes de sua irmã morrer como dirigir e voltar a escrever.
Todos os colegas ao redor deles (menos os poucos amigos de Finch) vivem uma fraude. A maior prova disso é Amanda. Eles acreditam até o fim que na verdade foi Violet que salvou Finch de um suicídio porque já formaram uma opinião sobre Finch como sendo maluco e impulsivo. Mas os dois se salvaram juntos. Os colegas também são responsáveis pela maior parte dos rótulos que Finch odeia mas não se esforça para mudar. Ele e Violet passam bons momentos juntos, mas as crises de Finch não diminuem. Ele tem acompanhamento mas isso também não o ajuda.
Eu demorei para decidir se fazia a resenha desse livro por vários motivos. É um livro extremamente realista e triste. Realista de uma forma completamente dura. Trata de preconceitos, rótulos e de dias perfeitos com quem se ama. Como as coisas nunca são eternas e a importância de compartilhar seus sentimentos com outras pessoas.
É um bom livro se você gosta de refletir e pensar no real significado das coisas sendo relativamente pequeno, com pouco mais de duzentas paginas. Faz pensar de qualquer forma.

Jessica Allana

The following two tabs change content below.

Allana

Ler livros começou como uma diversão e agora simplesmente não consigo parar. Gosto de livros antigos que retratam uma época diferente da minha, mas leio qualquer coisa que colocarem nas minhas mãos. Minha unica fraqueza é gostar de todos os livros que leio.

Últimas Postagens de Allana (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags:

Categoria: Ficção Adolescente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *