Cidades de Papel, de John Green

| 29 de outubro de 2016 | 1 Comentário

cidades-de-papel“— Acho que o prazer não está aqui dentro.

— E onde está? — perguntei.

— No planejamento, acho. Não sei. Fazer as coisas nunca é tão bom quanto imaginá-las.

— Isso aqui parece bem legal para mim — confessei. — Mesmo que não tenha nada para ver.” 

Capítulo 8, os fios, cidades de papel

O livro “Cidades de papel!” é do autor John Green e da editora Intrínseca, tem 3 seções com respectivamente nove, vinte e vinte e um capítulos e um epílogo (Agloe), além de também ter uma nota do autor. Figurou na lista dos mais vendidos do The New York Times, foi eleito Livro do Ano na análise de veículos especializados como Booklist, School Library Journal e Voya e ganhou o prêmio Edgar de Melhor Romance de Mistério Juvenil em 2009.

Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita.

Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.

O que eu achei do livro:

Q é bem decidido, mas o final é ruim e ao mesmo tempo ótimo

  • Ótimo: Q faz de tudo por Margo e ele encontra ela no final, deixando o livro bem romântico
  • Ruim: Ele não fica com a Margo! Isso é mostra que a personalidade de Q de não se arriscar permanece e destrói o final

Minha opinião sobre o filme: Atores perfeitos, trilha sonora perfeita, o problema é que mudaram detalhes do livro no filme e nele faltam muitas coisas, o que deixou a desejar, pulou as melhores partes do livro.

É um romance realmente incrível, com o Q fazendo de tudo para descobrir para onde ela foi, pensando toda hora sobre o que ela esta fazendo, com quem está falando, como está vivendo, só que ele começa a descobrir mais da atual Margô do que todos sabiam, compreendendo algo incompreendido, que é seu coração.

Um livro para jovens, com uma linguagem despreocupada, com pessoas com a cabeça realmente jovem, que pensam besteiras, que vivem sem preocupações além de namoradas, popularidade e espinhas. é uma leitura realmente fácil e ao mesmo tempo filosófica, sendo tão intenso e ao mesmo tempo leve, é realmente incrível.

 Sinto que deveria haver uma continuação, pois senti uma dor com esse final decepcionante e ao mesmo tempo pesado, como você pode amar uma pessoa tão grandemente ao ponte de deixa -lá? Isso realmente me decepcionou e realmente me fez me apaixonar pelo livro e chorar muito!

O filme do livro é muito bom, com personagens com a mesmas características dos do livro, só que pula algumas cenas e partes, mas fora isso é exatamente igual.

Pontuação: 3,9/ 5

Jonh Green: Com mais de 1 milhão de seguidores no Twitter, é autor best-seller do The New York Times, premiado com a Printz Medal e o Printz Honor da American Library Association e com o Edgar Award, além de ter sido duas vezes finalista do premio literário do LA Times. Com o irmão, Hank, mantém o canal do YouTube “Vlogbrothers”, um dos projetos de vídeo on -line mais populares do mundo. Mora com a mulher e o filho em Indianápolis, Indiana.

The following two tabs change content below.

Emily Damascena

sou viciada em ler e amo fazer trabalhos sobre o que li. gosto de teatro, musica e livros de ficção, vivi lendo livros desde pequena, pois minha mãe não queria contar as mesmas historias todos os dias, então ela me ensinou a ler e me apaixonei ate os dias de hoje. (caso se goste ou não da resenha comente, de a sua opinião,pois e importante para mim) ps.leia também minhas outras resenhas, tenho certeza que você vai gostar, comente, livro que mudou minha vida: As Vantagens de ser invisível( leia também).

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Comédia, John Green, Literatura Juvenil, Romance, Romance Americano, Suspense

Comentários (1)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. anna disse:

    Adorei a resenha.
    Li esse livro há algum tempo e o final me deixou decepcionada, embora como você disse tem algo filosófico que o torna muito intenso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *