Eu Me Chamo Antônio, de Pedro Gabriel

| 26 de julho de 2016 | 0 Comentários

Resenha do Livro

eu me chamo Antônio imagem

Titulo: Eu Me Chamo Antônio
Autor: Pedro Gabriel
Ano: 2013
Páginas: 192
Editora: Intrínseca

Sinopse: Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada. A mente por trás de Antônio é Pedro Gabriel. Em outubro de 2012, ele inaugurou a página Eu me chamo Antônio no Facebook para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites em que batia ponto no Café Lamas, um dos mais tradicionais bares do Rio de Janeiro. Em seu primeiro livro, Pedro apresenta histórias vividas por seu alter ego, desde a cuidadosa aproximação da pessoa desejada, o encantamento e a paixão, até o sofrimento provocado pela ausência e a dor da perda. Os guardanapos que inspiram milhares de pessoas na internet.

Resenha:

O livro é bem diferente dos outros Romances que conhecemos normalmente os romances vem com toda uma história, enquanto este vem por meio de frases soltas, que deixam grandes reflexões para o leitor.

Devo lembrar que o livro possui uma leitura rápida, e foi escrito através de frases (como dito anteriormente). As frases foram escritas em guardanapos e possuem trocadilhos interessantes e por sinal são bem poéticos.

Alguns desses guardanapos são bem difíceis de entender, afinal o autor os escrevia numa mesa de bar (bebendo e escrevendo, vamos combinar que seria difícil uma letra legível né? Rsrs), devido a esse fato o autor deixa depois de todos os seus guardanapos, um sumário, onde as frases estão em uma letra completamente legível e fácil para ler.

 O que mais me chamou atenção e penso que foi o fato que mais chamou atenção dos leitores, foi o fato que apesar de alguns guardanapos não estarem completamente legíveis, todos possuem um desenho e até mesmo a letra diferente, isso torna o livro mais legal, interessante, diferente e muito artístico.

Um livro para todas as idades, que trás a cada frase uma reflexão, um sentimento, de alguém que passa uma noite com muito chopp em um bar, noite após noite, diferentes noites, e a cada noite, uma nova reflexão.

No geral o livro é artístico, direto e pratico na leitura, minha nota é 5/5!

Obs: Hoje vi que existe um segundo livro, e eu particularmente estou louca para ler.

Beijinhos, Ana Clara !

The following two tabs change content below.

Milena Alencar Pinheiro

Louca por livros, series, filmes e músicas ! Espero que gostem das resenhas, beijinhos!

Últimas Postagens de Milena Alencar Pinheiro (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *