Senhora, de José de Alencar

| 6 de Fevereiro de 2014 | 0 Comentários

Capa do Livro SenhoraAurélia é uma moça simples e sem muitos recursos, porém esperta, que mora com seu irmão e sua mãe. Um dia seu irmão pega um resfriado e morre, sendo o único homem da família. A mãe de Aurélia então estipula que fique na janela esperando passar algum pretendente a casamento, para que isso melhore a situação financeira de ambas.

Seixas é um estudante de direito, boêmio e apaixonado pela boa vida, adora andar com os melhores ternos e fumar os melhores charutos, vivendo da pensão que recebe das irmãs e da mãe. Gosta de ter aventuras amorosas, mas ao passar na rua de Aurélia e vê-la na janela, apaixona-se perdidamente pela moça.

Os dois então iniciam um namoro e pretendem se casar, Seixas porém se vê perdido em meio a dividas e resolve que sua única saída é um casamento arranjado com a filha do Amaral, que ama outro a quem seu pai não aprova.

O tempo passa e Seixas se vê preso ao casamento, por ocasião de ter recebido o dote da moça adiantado te-lo gasto no pagamento de suas dividas pessoais. Nesse ínterim Amélia recebe uma herança inesperada de seu avô que ela nem sabia existir, tornando-se uma das moças mais ricas do Rio de Janeiro. Ela então decidida a se vingar de Seixas que secretamente ainda ama, resolve restituir o dote de Adelaide e oferecer um muito maior a Seixas, para que ele se case com ela.

Seixas, ainda apaixonado pela moça vê nesse acontecimento a oportunidade de juntar o útil ao agradável. Tudo segue como o esperado até que na noite de núpcias do casal, Aurélia revela seu grande plano de vingança, Seixas no começo espera conquistar a moça com galanteios, mas com o passar do tempo aceita a vida confortável que Aurélia lhe proporciona.
Passa-se um ano em que o casal vive de aparências, dormindo em quartos separados, até que por ocasião de um baile os dois se beijam, tendo isso despertado dúvidas no coração da moça. Aurélia então admite que ama Seixas para ele e pede que ele vá embora, pois se ele não a ama ela não quer continuar vivendo de farsas, eis que Seixas revela que ainda a ama e os dois seguem para a tão esperada consumação do casamento.

Grade clássico brasileiro, adaptado para teatro e televisão a exaustão, um dos meus livros preferidos. Acredito que todos já tenham lido algo de José de Alencar pelo menos para o vestibular.

José de Alencar, conhecido romancista brasileiro, um dos maiores na corrente indianista e conhecido como escritor das mulheres. Também foi dramaturgo, jornalista, advogado e político brasileiro.

Outros Livros: Cinco Minutos, romance, 1856; Cartas Sobre a Confederação dos Tamoios, O Guarani, Verso e Reverso, A Viuvinha, Lucíola,As Minas de Prata, Diva, Iracema,
Cartas de Erasmo, O Juízo de Deus, O Gaúcho, A Pata da Gazela, O Tronco do Ipê, Sonhos d’Ouro, Til, Alfarrábios, A Guerra dos Mascates, Ao Correr da Pena e O Sertanejo.

Nota: 5/5

VEJA TAMBÉM

Demoníaco, de Pandora Fairel Demoníaco é um livro que consegue surpreender tanto pelo estilo estrangeiro, ao passo que é de uma brasileira quanto pela originalidade ao passo que demônios são um assunto abordado de várias formas e raramente surpreendem ao público nos dias de hoje. O livro inicia narrando a atual situação de uma ...
The following two tabs change content below.

Audrei Bittencourt

Sou uma pessoa diferente, temperamental, com gênio muito forte, divertida e inteligente, gentil e amiga. Tenho paixão por livros desde a primeira série do fundamental e leio pelo menos um por semana. Meus estilos preferidos são romance, terror, mistério e suspense. Autora de "Normalidade" da coleção " A Ceifeira". Técnica Agrícola e Agropecuária, estudante de Ciência e Tecnologia dos Alimentos da UERGS, escritora nos blogs, Resenhas De Livros vinculado ao site Ler Livros Online e De Olho Em São Marcos e autora de “Normalidade” da série A Ceifeira.

Últimas Postagens de Audrei Bittencourt (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Literatura Nacional, Romance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *