Um dia, de David Nicholls

| 16 de janeiro de 2017 | 0 Comentários

Esse livro conta o conturbado romance entre Emma Morley e Dexter Mayhew,  o casal que se conheceu na faculdade, mas somente na noite de formatura ficaram mais próximos. No inicio acharam que seria so uma noite, mas a conversa foi fluindo e deixando um gostinho de quero mais.
O tempo passou e eles continuaram amigos, ele era apresentador de Tv e ela trabalhava num restaurante de comida mexicana, sempre escreviam um para o outro, mas boa parte das cartas e poemas não eram enviados  por motivos de embriaguez ou parceiros românticos. No fundo os dois sempre gostaram um do outro, mas nunca admitiram.
Emma tímida e inteligente, com sonhos e convicções na vida. Dexter agitado e mulherengo, com um ego elevado e normalmente embriagado . Características completamente diferentes,  mas uma amizade eterna.
Achei a história bem cativante e é fácil de se prender os capítulos se passam sempre nos dias 15 julho durante vinte anos. Esse é um dos mistérios do livro que me deixou presa na história, no final do livro conseguimos descobrir o porque da data.  Os dias passam e da vontade de saber o que aconteceu no dia seguinte, mas quando você vira a página já passou um ano. No início dos capítulos fica complicado de entender, porque passou muito tempo desde o outro capítulo,  então namoradas, amigos e viagens aconteceram nesse meio tempo, mas você não sabe.
Alem de ter um final surpreendente, também é incrível pois é uma história bem realista e poderia acontecer com qualquer um,  diferente de outros romances, fala muito sobre a vida e como as nossas escolhas influenciam no nosso futuro. Poder acompanhar todas esses escolhas e consequências  durante  vinte anos é mágico,  e nos faz refletir várias vezes coisas como “e se eu tivesse feito isso”, “e se não tivesse feito aquilo.”
Conseguimos ver o tempo passar e as coisas mudando, tecnologias e costumes.  A rebeldia e os cigarros dos anos 80, as novidades dos anos 90 como playstation e os notebooks, então a chegada dos celulares nos anos 2000. David Nicholls conseguiu se expressar muito bem sobre o tempo, da pra reconhecer as épocas que se passam os capítulos sem ler as datas, todos os detalhes do dia a dia da história nos proporcionam isso.
A escrita é bem fácil e li rapidinho, essa história agrada a todos pois é fácil se identificar com personagens. Também vale a pena ver o filme depois de ler. Dou 4 estrelas pra esse livro.

The following two tabs change content below.

NatiBehn

15 anos, gaúcha e apaixonada por todas as artes. Comecei a ler quando era pequena, meus pais nunca entenderam o motivo, pois nunca leram e nem me incentivaram a ler. Gosto de todo tipo de arte: música, literatura, cinema, teatro, me arrisco em todas e estou sempre buscando coisas novas.

Últimas Postagens de NatiBehn (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Tags:

Categoria: David Nicholls, Romance Americano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *