Uma curva no tempo, de Dani Atkins

| 6 de março de 2017 | 1 Comentário

Um grupo de amigos se reúne em um restaurante local para se despedirem, antes de seguirem seus rumos. Mas Rachel não se sente confortável com a ideia de deixar, em especial, seu melhor amigo, Jimmy, para trás. Tão pouco, em se afastar de Matt, seu namorado. O que inevitavelmente aconteceria, visto que, iriam para faculdades diferentes. Mas, esse dia marcou, para todos eles, uma despedida ainda maior, quando em um trágico acidente, Jimmy escolheu dar sua vida pela de Rachel. Cinco anos se passaram, e Rachel ainda vive aquele momento. Após acordar, seu pai havia adquirido câncer. Seja a capacidade de manter relações, a cicatriz deixada em seu rosto, ou a doença de seu pai, tudo a mantém, em uma distancia razoavelmente confortável, da pequena cidade onde cresceu. O casamento de sua melhor amiga a leva de volta ao temido cenário. O velho grupo se reúne, trazendo surpresas e revelações, mas a ausência de alguém naquela mesa, não deixa de se notada. Assombrada por dores de cabeça incessáveis, as quais vêm tendo desde o acidente, Rachel resolve voltar ao solitário quarto de hotel que a recebeu. Mas uma coisa a encoraja, naquela noite, ela tem de enfrentar suas maiores dores, o que nunca fez. antes. Então naquela madruada, após vários analgésicos e goles de vinho ela se encaminha ao túmulo de seu melhor amigo. Ao chegar lá, o mundo escurece. Quando acordou de mais um coma, parece que sua vida seguiu por um caminho alternativo. Seu pai está bem e saudável, ela é uma repórter bem sucedida,  está noiva, de Matt, o que a faz perceber, que diferente de suas memórias, eles nunca chegaram a acabar e, o mais intrigante e surpreendente, Jimmy conseguiu, à cinco anos atrás, salva-la e poupar sua própria vida. Tudo parece “errado”, os últimos cinco anos que ela tem memória, não são reais para as demais pessoas. Nenhuma se quer a escuta falar sobre isso, exceto, é claro, Jimmy, que a acompanha em uma aventura por Londres, em buscas de partes de sua “antiga” vida, para ajudá-la a entender o que aconteceu.  Ao passo que tenta aceitar a maravilhosa realidade que se encontra, enfrenta “alucinações”, como sons e cheiros que ninguém mais tem ciência.
Os personagens são bem compostos. A autora nos leva a conhecer cada um deles pela visão de Rachel. Observamos suas atitudes e o que os levaram a realizá-las. Fica absolutamente claro a perspectiva de superioridade de Cath, a forma como Matt vê a necessidade de bens materiais, bem como seu ciúme de Jimmy, e claro, o perfil apaixonado e simples do mesmo. Rachel, percebemos através da sua voz no texto, é uma garota simples, mas não sabe lidar bem com problemas, resolvendo reprimi-los em alguns momentos.
A história, desafia e intriga leitor, fazendo-o buscar o entendimento das situações junto com a personagem. Para mim, o final foi adequado. Para quem esperava coisas extraordinárias, sinto dizer que o fim é muito “comum”, é o que muitos de nós acreditamos. A sintonia dos últimos parágrafos é algo impressionante. É quando finalmente, situamos no espaço-tempo as diferentes vidas de Rachel, onde cada uma das coisas ocorreu. Em uma única página, entendemos a métrica que a autora usou, o esforço  de nos fazer entender, que nem tudo acaba após o fim. E que nem todos os finais são perfeitos. O livro, sem dúvida deixa um gostinho de quero mais. Foi publicado em 2012, e a autora possui outros títulos, a julgar por minha primeira experiência, vale a pena buscar mais.
A leitura em si é prazerosa e flui naturalmente. O tempo foi bem dividido, o que nos faz viver cada momento junto com os personagens. A linguagem é de fácil entendimento e a proposta é incrível!
Nota: 5/5

Letícia Melo

VEJA TAMBÉM

The following two tabs change content below.

Letícia Melo

Últimas Postagens de Letícia Melo (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Romance

Comentários (1)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Júnior Oliveira disse:

    Adorei a resenha desse livro, principalmente como a autora retrata a história dos seus personagens, através de Rachel, simplesmente adorei esse livro, tenho que ler um dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *