Vai ou Racha [Diário de um Banana #11], de Jeff Kinney

| 30 de maio de 2017 | 2 Comentários

Autor: Jeff Kinney

Editora: V&R

Capítulos: Indeterminado

Páginas: 218

Sinopse:

A pressão só está aumentando para Greg Heffley. A única coisa que ele é realmente bom é em jogar videogames, mas seus pais quer que ele expanda seus horizontes fazendo algo – qualquer coisa! – diferente. Quando Greg encontra uma filmadora antiga em seu porão, ele acredita ter descoberto exatamente o que precisava para provar que é muito talentoso. Com a ajuda de seu melhor amigo, Rowley, ele planeja fazer um filme de terror… e ficar rico e famoso. Dessa vez, vai ou racha!! Mas será que fazer um filme é um plano inteligente? Ou seria só mais uma receita de desastres para Greg?

O que eu achei do livro:

Diário de um banana é uma série que todo adolescente deveria ler, mas posso dizer que Vai ou Racha não foi tudo o que eu esperava.

Posso dizer que ganhei o meu de natal e estava pulando de alegria ao saber que tinham me dado, mesmo tendo que fingir a cara de surpresa. Voltando ao que importa, eu li o livro de madrugada e simplesmente estava me cansando dele ao ponto de dar sono.

Leitor: Como Assim? O livro é horrível pra fazer você dormir?

Acalmem-se! Vai ou Racha é um livro legal, mas depois de dez livro diários de um banana, um faça você mesmo e um livro do filme sinto que o autor está escrevendo por que ainda não quer dar um ponto final e não por que quer compartilhar mais história com a gente. Não é por que estou crescendo que não acho mais graça, pois posso ler os anteriores e ainda ter várias crises de riso e falar sozinha. Esse livro é sem graça mesmo. Não tem mais aquela ansiedade de ler que faz terminar em menos de uma hora.

(A parte do sono foi em parte porque eu acabei as duas da manhã e não estava em casa).

Exemplo: A festa de Halloween:  Como todo diário de um banana tem uma história principal, a festa de Hallowen é a do Vai ou Racha e Greg para novamente um mico gigantesco juntamente com Rowley, mas o mico foi tão sem graça [Dessa vez causado por sua mãe].

Um dos meus personagens favoritas da série é o porco que o nome é Porco [ele é do Many, que não tem muita originalidade na hora de dar nomes, ganhado no livro anterior] que faz cada coisa de arrepiar como comer doces e aparecer em lugares estranhos. Parece até o Chefe de O Poderoso Chefinho.

Acho que o autor deve aposentar de vez Diário de um Banana. A série durou o que tinha de durar. Os micos não são mais os mesmos, as piadinhas e as encrencas já não tem tem tanta graça. As indiretas, os detalhes, o série desbotou completamente. Acho que diário de um banana foi como o ICarly. Foi muito legal, mas tem que acabar. Pode ser um exagero da minha parte, mas tenho um amigo que ainda está no início da série e está morrendo (O livro dois tem suas partes chatas mesmo). Não sei mais o que pensar, mas acho que vou querer minhas esperanças de volta. A essência acabou.

Bem, não vai acabar. Eu entrei no site oficial do Diário de um Banana ( link: http://www.wimpykid.com/ ) e já saiu a capa do livro doze (Azul com linhas verdes nas laterais) o título (The Getaway) e o tema (Uma viagem para um resort no Natal) e a data de lançamento ( Onze de novembro desse ano). Agora tudo o que nos resta é ter esperanças para que The Getaway seja melhor que Vai ou Racha, pois ainda acredito no autor para se superar, tanto a si mesmo quanto a mim e os outros leitores mundialmente, porque a esperança é a última que morre.

A salvação: Ah gente… vocês pensaram que só porque o livro foi algo que eu não curti que não teria algo legal? O que eu posso citar para vocês é o último acontecimento do livro em que Greg e Rowley fazem um filme. O que eu posso dizer? Insano. Louco. Sensacional. Pulem logo pra essa parte. Simplesmente leia. Acho que j´deu pra entender

Conspiração: Sim, pode sim haver uma conspiração em Diário de um Banana. Tudo começou pela página 82 no último parágrafo em que fala um frase chocante “Mas a mamão explicou que, às vezes, as editoras inventam um autor fictício e contratam um monte de gente pra escrever histórias e publicar no nome dele”. Isso abre portas para muitas teorias. Isso acontece com Diário de um Banana? Isso realmente acontece? Outros livros são assim?

Hoje deixo vocês com essas teorias e essa resenha, mas não vou fazer minha opinião final porque minha mãe está me mandando dormir. Comentem abaixo o que vocês acharam do livro.

Pontuação: 3,75/ 5

Kinney trabalha em tempo integral como escritor e designer de jogos online . Segundo seu site, ele também criou o garoto-friendly site Poptropica . Kinney cresceu em Fort Washington, Maryland , Estados Unidos e freqüentou a Universidade de Maryland em College Park no início de 1990.
No entanto, Kinney não foi bem sucedida na obtenção de sua história em quadrinhos sindicados após a faculdade, e em 1998, ele começou a escrever suas idéias, que acabaria por se tornar Diary of a Wimpy Kid .
Vagamente baseado em sua infância, a série vendeu quase 16 milhões de cópias no mundo inteiro a partir de 2009 e foi desenvolvida em um longa-metragem, para o qual Kinney também serviu de produtor executivo.
Até o momento, quatro Wimpy Kid livros foram lançados, além de um do-it-yourself do livro.
Pelo menos um livro adicional está previsto para ser lançado.
Em 2009, Kinney foi nomeado um dos Time Magazine’s 100 “A maioria das pessoas mais influentes” do mundo.

The following two tabs change content below.

Emily Damascena

sou viciada em ler e amo fazer trabalhos sobre o que li. gosto de teatro, musica e livros de ficção, vivi lendo livros desde pequena, pois minha mãe não queria contar as mesmas historias todos os dias, então ela me ensinou a ler e me apaixonei ate os dias de hoje. (caso se goste ou não da resenha comente, de a sua opinião,pois e importante para mim) ps.leia também minhas outras resenhas, tenho certeza que você vai gostar, comente, livro que mudou minha vida: As Vantagens de ser invisível( leia também).

Últimas Postagens de Emily Damascena (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: +Autor, Adolescente, Comédia, Contos

Comentários (2)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Adriana C. Sousa disse:

    Gostei da resenha. Já não sou mais adolescente, mas adoro esse Diário de um Banana, já li alguns, e gostaria de ler esse, acho que é uma reviravolta na vida de Greg, uma chance dele sair do vídeogame e tentar uma carreira, esse filme que ele quer produzir pode ser o começo de uma carreira profissional de sucesso… quem sabe?

    • Emily Damascena disse:

      Bem, podemos dizer que o filme é… diferente. Mas ainda acho que o doze pode ser bem melhor.
      Pena que o autor não tem nada mais declarado sobre próxima temática

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *