Na minha cadeira ou na tua, de Juliana Carvalho

13 de janeiro de 2016 | Por | Resposta Mais

Resenha: Na minha cadeira ou na tua ,de Juliana CarvalhoPasso a noite pensando a respeito do sutiã. Acordo, e vejo na minha grade de atividades que tem basquete. Deus! Jogar basquete sem sutiã! E se confundirem as bolas? Percebo que é o dia certo para pegar meu sutiã no guarda valores. Vou lá. Peço pra dar uma olhada nas minhas coisas. Está tudo lacrado.- Quer tirar o lacre? Pergunta solícito o funcionário.
Digo um não miúdo e saio com ar de derrota. Mas o que eu estou fazendo? Sutiãs são ilegais aqui dentro. E se me pegarem? E se me expulsarem? E o basquete? Mira que dilema estoy viviendo. Percebo que estou sem chiquinhas, e lembro que as que eu tinha estão no guarda valores. Yeah! Lá fui eu de novo.
– Moço, eu queria pegar umas chiquinhas (e meu sutiã, é óbvio).
– Tiro o lacre?
– Aham…
Pego o sutiã e enfio embaixo do pijama, me sentindo supertransgressora.

Juliana, dezenove anos, uma jovem comum como qualquer outra no ápice da sua juventude, realizando sonhos e construindo o seu próprio futuro, sem deixar de levar uma vida comum e jovial regada de emoções, experiências e loucuras compartilhadas com pessoas especiais na sua vida,mas algo parece não estar bem.

Aos 19 anos , cursando publicidade e propaganda, Juliana Carvalho é diagnosticada com uma inflamação na medula óssea que a impede de andar, comprometendo-a à viver sobre uma cadeira de rodas por um tempo indeterminado. Neste livro autobiográfico, a autora traz de modo intercalado situações da sua vida antes e depois da descoberta da doença e de modo único, inovador e bem humorado, Ju , como é conhecida pelos amigos, familiares e leitores que conquistou compartilhando a sua história com todo o seu carisma e alto astral, cita situações únicas em sua vida e fase de amadurecimento diante à situação de mudança radical em seu estilo de vida. A autobiografia traz histórias singulares com situações cômicas, muito sexo e curiosidades desde a sua primeira vez , até a sua outra primeira vez como cadeirante, que rendem ao leitor risos únicos! As experiências sobre viagens e até mesmo os dias trágicos compartilhados com total interação autora/leitor , conquistam à cada nova página, emociona e impulsiona-nos a aprender sobre felicidade, independente da nossa atual condição.

Sou uma amante de não-ficções e posso dizer com convicção, que Juliana Carvalho é uma das mulheres que mais admiro ao compartilhar a sua história tão abertamente ( literalmente falando ) o modo com que lida com tudo o que ocorreu na sua vida, o bom humor , a comédia que deveria ser o seu sobrenome e acima de tudo, a garra e a perseverança são o marco na vida deste alguém tão especial, VALE MUITO À PENA CONFERIR e por isso, a minha nota será 5/5 e se fosse possível , seria “ao infinito e além” !

VEJA TAMBÉM

O Confronto, de L.J. Smith Há muito tempo, quando transformou Damon e Stefan em vampiros, a bela Katherine nunca imaginou que separaria os irmãos para sempre. Seu coração pertencia aos dois, mas ambos a queriam para si. A batalha pelo coração da jovem culminou em sua morte e num pacto de vingança entre os irmãos Salvatore. Re...
Memórias De Uma Gueixa, de Arthur Golden Quando leio um livro tento ao máximo aprender com ele. Demorei meses para ler este livro voltei para trás várias vezes. Por ser um livro com a temática tão diferente do que eu estou particularmente acostumada, desejei aprender mais com ele. Devo dizer que li vários livros no espaço de tempo em que d...
3096 dias, de Natascha Kampusch Natascha Kampusch, mora em um conjunto habitacional quando criança, junto a sua mãe, uma mulher rigorosa e seu pai um sujeito que não gosta de trabalhar. Por ser a mais nova das filhas de sua mãe, ela é bastante mimada em sua primeira infância, sendo cuidada pela avó, a mãe, o pai e as irmãs....
The following two tabs change content below.

Monky

Só eu acho que essa de : "Me chamo Ingrid,tenho 18 anos e..." é meio narcóticos anônimos? Mas enfim, é isso aí mesmo ! Sou apaixonada pela leitura e pela escrita,então aqui estou eu: Leitora por vida , escritora amadora de estórias "mixurucas" apenas por amor ( autora do livro "síndrome" no wattpad) e apaixonada por coxinha. Bom, já sabe o que fazer se precisar de um ajudinha na redação um dia não é ?! Sejam bem vindos !

Últimas Postagens de Monky (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Uncategorized

Sobre o autor ()

Só eu acho que essa de : "Me chamo Ingrid,tenho 18 anos e..." é meio narcóticos anônimos? Mas enfim, é isso aí mesmo ! Sou apaixonada pela leitura e pela escrita,então aqui estou eu: Leitora por vida , escritora amadora de estórias "mixurucas" apenas por amor ( autora do livro "síndrome" no wattpad) e apaixonada por coxinha. Bom, já sabe o que fazer se precisar de um ajudinha na redação um dia não é ?! Sejam bem vindos !

Deixe um Comentário