Para todos os garotos que já amei, de Jenny Han

19 de janeiro de 2016 | Por | Resposta Mais

Para todos os garotos que já amei

“Para todos os garotos que já amei” (Editora Intrínseca; autora Jenny Han; 298 páginas) Lara Jean é uma garota que se apaixona muito facilmente. Sempre que se apaixonava por um garoto, seja por simples atitudes, ela escrevia uma carta de amor. Mas ela nunca as entregava, após escrever, ela guardava em uma caixa de chapéu que herdou da mãe. Mas ela vê seu mundo virar de cabeça para baixo quando um dia ela descobre que todas suas cartas foram enviadas para os respectivos destinatários.

“Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam.”

Claro que isso só traria problemas, afinal eram cinco garotos e um deles era o namorado da irmã. Lara Jean fica desesperada para esconder esse acontecimento e impedir que estrague o relacionamento que tem com sua irmã.  Seu plano não é um dos melhores. Ela passa a fingir um namoro com um dos outros garotos para quem também foi enviada uma carta, Peter, que aceita o trato para que possa fazer ciúme em sua ex-namorada Genevieve. A relação deles cumpre o propósito, Josh, namorado da irmã dela, passa a acreditar nesse namoro e se afasta de Lara Jean. Genevieve está se roendo de ciúmes. Mas o problema é que fugiu do controle e acontece o que Lara Jean jamais esperava, ela começa a se apaixonar por Peter de verdade.

 “Pertencer a alguém… Eu não tinha percebido, mas agora que estou pensando no assunto, parece que é tudo que eu sempre quis. Ser de alguém de verdade, e que essa pessoa fosse minha.”

Uma leitura leve com um ritmo muito legal. Lara Jean é uma personagem que cativa por sua inocência e por ser tão romântica. Possui um enredo que parece clichê, mas surpreende com sua originalidade.

By: Josy Souza

VEJA TAMBÉM

Tosco, de Gilberto Mattje Tosco parece ser um livro bem conhecido nas escolas públicas brasileiras e deveria mesmo, já que é tempo de os brasileiros começarem a ler sobre finais felizes possíveis na nossa própria realidade. Desde o começo o livro se refere ao personagem como Tosco, um apelido que ele possui por ser mau - ed...
Orgulho e Preconceito, Jane Austen Jane Austen é uma escritora brilhante do século XIV, conhecida por muitos como Shekspeare feminina. Por isso, a obra que eu escolhi foi Orgulho e Preconceito. Nessa obra, Jane aborda o assunto que, possivelmente, mais habitava a mente das mulheres de sua época: casamento. Sabe-se que naquela época...
Poseidon , de Anna Banks Espera aí? Eu só estou lendo romance com suspense agora é? Não dá para me entender! Emma e sua melhor amiga Chloe, moradoras de Jersey decidiram viajar para a florida e assim passar o ultimo verão antes da faculdade juntas, o que ela não sabia era que esse seria realmente O...
Crepúsculo , de Stephenie Meyer De três coisas eu estava convicta. Primeira, Edward era um vampiro. Segunda, havia uma parte dele - que eu não sabia que poder essa parte teria - que tinha sede do meu sangue. E terceira, eu estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele.
The following two tabs change content below.

Josy

Josy Souza, 19 anos, estudante de Jornalismo, apaixonada por livros desde a infância. Acredita que o paraíso é sempre relacionado à livros e sonha um dia ter sua biblioteca particular.

Últimas Postagens de Josy (Ver todas as publicações)

Quer receber nossas atualizações por e-mail?

Nós podemos ajudá-lo a escolher sua próxima leitura.

Categoria: Literatura Juvenil, Romance

Sobre o autor ()

Josy Souza, 19 anos, estudante de Jornalismo, apaixonada por livros desde a infância. Acredita que o paraíso é sempre relacionado à livros e sonha um dia ter sua biblioteca particular.

Deixe um Comentário