Tag: freitas

Não se iluda, não; de Isabela Freitas

30 de dezembro de 2016 | Por | Resposta Mais
Não se iluda, não; de Isabela Freitas

Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está decidida a perseguir seu sonho e se tornar uma escritora. No entanto, as férias batem à sua porta e ela junto com sua prima, alguns amigos e outros conhecidos passam uns dias na Costa do Sauipe. Todos participam de um festival bastante badalado, entretanto sua amiga […]

Leia Mais

Não se apega, não; de Isabela Freitas

30 de dezembro de 2016 | Por | Resposta Mais
Não se apega, não; de Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo o que torna o seu coração mais pesado. A leitura é muito leve e direta. Loucos são os que mantém relacionamentos (de todos os tipos) ruins por medo do julgamento das outras pessoas. Sendo que estas, as vezes não estão nem aí para a vida alheia e só comentam (criticam) a vida dos outros por medo de encarar a sua própria.

Diferente dos livros que você já leu, Não se apega, não traz a visão da vida da autora e começa a partir do término de seu relacionamento com o Gustavo, um cara rico e que não liga para os sentimentos de sua namorada até que isso comece a lhe afetar. O namoro aparentemente feliz para os outros, era um fardo para Isabela. Pensando nisso, a moça decide encarar que o fracasso de seu relacionamento e termina seu namoro de mais de dois anos. Assim, parte para a vida de solteira com uma amiga não tão amiga assim. Resumindo, Isabela vê sua não tão amiga assim e seu ex-namorado se beijando no meio da boate onde a moça tinha ido com a tal amiga. Ela encara a cena como o pontapé que faltava para ficar sozinha e resgatar seu amor-próprio, autoconfiança, dentre outros pontos que considera essenciais para ser feliz sozinha. Em contrapartida, há as conversas com seus amigos Pedro e Amanda, e principalmente conselhos de seu amigo Pedro. Entre o calor do momento com um primo bonitão a quem sempre foi apaixonada e um ex-ficante a que sempre se sentiu próxima, a moça entra e sai das confusões como nunca se viu.

O livro é narrado em primeira pessoa e sem pretensão alguma, a leitura acaba fluindo. É uma boa indicação para aquela amiga que acabou com o namorado ou para aquela amiga que está solteira, resumindo, é uma boa indicação para todas as mulheres. Garantia de boas risadas.

Leia Mais